Anúncios

O Rio Grande do Sul experimentou vários dias com predomínio de tempo seco, apesar de chuva isolada desde terça-feira durante as tardes. Um centro de alta pressão associada a uma massa de ar frio sobre o Atlântico proporcionou a sequência de dias com muito sol e marcas predominantemente agradáveis. O cenário, contudo, começou a mudar. Já ontem começou a ingressar ar quente e úmido de origem tropical, logo instável sobre o Uruguai, o que favoreceu temporais no país vizinho, até com chuva forte e granizo na região da capital Montevidéu. Foram áreas de instabilidade isoladas, típicas de verão, justamente geradas pelo ar mais quente e úmido (fotos de Alejandro Canepa, Danilo Pereira e Granjero Willy)



O Uruguai volta a ter chuva e temporais isolados de vento e granizo no dia de hoje com a atmosfera ainda mais instável à medida que se aproxima frente fria pelo Sul e que avança pela Argentina. Alguns temporais localmente podem ser de forte intensidade no território uruguaio. Tal condição instabiliza a atmosfera igualmente aqui no Rio Grande do Sul, onde já teve chuva isolada na madrugada. Da tarde para a noite as pancadas devem ser mais generalizadas e atingir pontos localizados de diversas regiões, até mesmo porque estará quente – máximas ao redor dos 35ºC no Centro e no Noroeste do Estado – e com movimentos ascendentes (convecção) mais acentuados na atmosfera. Temporais isolados, sobretudo de granizo, não podem ser descartados aqui no Rio Grande do Sul. Observe as projeções dos modelos de índices de instabilidade e note como eles são altos para hoje e o começo da sexta-feira no Uruguai e no Rio Grande do Sul, o que sugere o risco de tempo severo. 


A frente fria avança pelo Rio Grande do Sul no decorrer da sexta-feira, mas não deverá ser muito organizada. Deve ter sua máxima atividade frontal sobre o Estado durante o dia do Centro para o Norte do território gaúcho, onde os volumes de chuva podem ser mais altos. A passagem do sistema deve ser bastante rápida pelo Estado, com possibilidade de temporais, mas o avanço veloz do sistema deve permitir que o sol apareça durante parte desta sexta-feira em várias regiões gaúchas. Esse processo fará também que a troca de massas de ar seja bem rápida, o que acentua o risco de vento forte a intenso com risco de temporais, principalmente de vendavais.



Forte massa de ar frio para janeiro avança pelo Leste da Argentina e ingressa no Estado entre amanhã e sábado com declínio maior da temperatura na maioria das regiões durante o sábado, já que a sexta ainda começará sob domínio do ar quente. Observe acima no mapa o rápido deslocamento da massa de ar frio de trajetória oceânica que cobre o Rio Grande do Sul no sábado. Como é comum, o ingresso de ar frio deve se dar acompanhado de vento Sul com intensidade moderada, mas que pode ser forte em parte do Estado, em especial no Sul e no Leste. As madrugadas de sábado e, principalmente, do domingo vão ter temperatura baixa para o auge do verão. O domingo pode ter mínimas até mesmo de um dígito na Serra e que podem ficar entre 12ºC e 14ºC na Grande Porto Alegre.

Anúncios