Granizo que caiu ontem à noite em Itacurubi (RS) | PREFEITURA DE ITACURUBI

Vendaval e granizo de grande tamanho causaram estragos em município da região das Missões, no Noroeste do Rio Grande do Sul, na última noite. As tempestades severas foram consequência do avanço de uma frente fria pelo estado que encontrou ar muito quente que estava sobre o Sul do Brasil e que trouxe marcas acima de 40ºC ontem em Santa Catarina.

Granizo de variado tamanho, e com pedras de gelo grandes em alguns pontos, acompamnharam um forte temporal que atingiu no final da segunda o município de Itacuribi. O granizo causou danos em diferentes pontos da localidade. O tempora durou cerca de dez minutos em torno das 22h de ontem.

Residências tiveram danos consideráveis em seus telhados. A Prefeitura de Itacurubi ainda faz o levantamento dos danos, mas estimativas iniciais apontam ao menos 30 casas destelhadas pela tempestade de granizo.

Moradores receberam lonas para cobrir os seus telhados. O prefeito Gelso Soares emitiu comunicado assegurando que todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para auxiliar na recuperação dos danos causados.

No município vizinho de São Luiz Gonzaga, a mesma célula de tempestade causou um vendaval. O vento causou estragos na cidade com ao menos três casas destelhadas. O episódio mais grave se deu em um edifício de quatro andades no bairro Duque de Caxias que teve o seu telhado arrancado pela força do vento. Estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia em São Luiz Gonzaga registrou rajadas de vento de 92 km/h no temporal.

Há risco de granizo ainda entre hoje e amanhã em pontos muitos isolados do Rio Grande do Sul, mas a possibilidad de temporais de granizo em setores localizados aumenta muito no estado na quinta, sexta, no sábado e no próximo domingo, como mostram os mapas de probabilidade do fenômeno.

METSUL

Ar por demais quente vai avançar sobre o Paraná, Santa Catarina e a Metade Norte gaúcha entre quinta e o começo da semana que vem, o que, com a umidade, criará ambiente muito propício para a formação de células de tempestade que trarão novos temporais de granizo – até de grande tamanho – e possíveis vendavais isolados.