Anúncios

Forte vendaval atingiu o município de Capão do Leão, na região de Pelotas, no Sul do Rio Grande do Sul, no começo da tarde desta quarta-feira. A tempestade severa causou estragos, especialmente na sede da Embrapa, onde ocorria o evento da 31ª Abertura da Colheita do Arroz, o que levou à interrupção da programação oficial.

As intensas rajadas de vento que atingiram a estrutura montada para o evento provocaram destruição. Houve danos nos pavilhões do Irga (Instituto Rio-Grandense do Arroz), da Embrapa, no local destinado ao credenciamento dos participantes, e ainda em diversos estandes de empresas e organizações.

A MetSul Meteorologia havia alertado para o risco de chuva localmente forte e de tempo severo isolado com granizo e rajadas fortes de vento hoje no Sul gaúcho. A estação do Instituto Nacional de Meteorologia na localidade de Capão do Leão registrou 97,8 mm de chuva durante o temporal, sendo 91 mm em poucos mais de uma hora. 

As rajadas de vento chegaram a 90,4 km/h. Estruturas a céu aberto com lonas, como as montadas para o evento, não resistem a rajadas de vento de 90 km/h.

O risco de temporais isolados segue no Sul gaúcho durante esta quinta-feira, mas a probabilidade de tempestades será menor do que hoje e, caso venham a ocorrer, devem ser muito isoladas.

Estas formações isoladas que trazem chuva forte e às vezes chegam com vento forte e queda de granizo são geradas por nuvens carregadas de grande desenvolvimento vertical e cujos topos alcançam grandes altitudes. Foi o que se viu hoje em Capão do Leão. 

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Em dias de muito calor ou com ar muito quente e instável, como era o caso de hoje, cresce o risco das pancadas de chuva trazerem junto tempestades com vendavais ou granizo.

Anúncios