Vento forte, granizo e chuva forte em diversas regiões do Rio Grande do Sul na tarde deste domingo causaram transtornos e alguns estragos | REDES SOCIAIS

Chuva localmente forte e temporais isolados causaram transtornos e danos em diferentes áreas do Rio Grande do Sul na tarde deste domingo, confirmando o alerta da MetSul de que o calor e a umidade formariam nuvens carregadas que despejariam altos volumes de chuva em alguns pontos com risco ainda de granizo e vendavais.

O município de Venâncio Aires foi atingido por um segundo temporal com estragos em apenas três dias, após a cidade sofrer com uma intensidade tempestade que deixou uma vítima fatal e que forçou o município a decretar emergência na sexta-feira.

A localidade dos vales teve um temporal com chuva forte e vendaval no começo da tarde deste domingo. Conforme o jornal Folha do Mate, a sede social da Assespe, em Linha Grão-Pará, teve danos. A parte da frente do telhado e onde ficam as churrasqueiras foi destelhada em razão das rajadas de vento.


A via que dá acesso à localidade foi parcialmente interrompida, nos dois sentidos, por causa do deslizamento de barrancos e lavouras assim como por alagamentos na estrada. Em Linha Arroio Grande, também no interior, aconteceu queda de granizo.

Na cidade, houve pontos com alagamentos devido ao alto volume de chuva. O Corpo de Bombeiros de Venâncio Aires também recebeu chamados de destelhamentos no interior do município, mas não detalhou o número de solicitações.

A chuva em Venâncio Aires não foi tão intensa como no temporal da sexta-feira, quando o volume passou de 100 mm. Desta vez, as estações registraram 27 mm na tempestade deste domingo. Antes do temporal, a temperatura chegou a 27,9ºC na cidade.

Vendaval acaba com rodeio

Um temporal com vendaval atingiu o município de Augusto Pestana, no Noroeste do Rio Grande do Sul. A tempestade se abateu no momento em que transcorria o 26ºC Rodeio Crioulo do município e uma etapa do Circuito Artístico Cultural.


O vendaval provocou muitos estragos no Parque de Exposições Alfredo Schmidt. As intensas rajadas de vento destelharam instalações e derrubaram estruturas temporárias montadas para o evento. O Corpo de Bombeiros local informou que não houve registro de feridos.

Granizo no Vale do Rio Pardo

Tempo severo castigou na tarde deste domingo também pontos do Vale do Rio Pardo. Em Santa Cruz do Sul, embora não tenha ocorrido temporal na área urbana da cidade, uma grande precipitação de granizo atingiu áreas do interior do município com a mesma célula de tempestade que castigou Venâncio Aires.

Somente um produtor rural perdeu 40 mil pés de tacabo na tempestade, informou o jornal Gazeta do Sul. A sua propriedade fica na localidade de Alto Boa Vista. O temporal veio ainda com vento que derrubou algumas árvores no interior do município.

Chuva alaga Campo Bom

Um temporal com chuva torrencial atingiu durante a tarde parte do Vale do Sinos. A chuva foi mais intensa na cidade de Campo Bom que ficou alagada em consequência da precipitação muito volumosa em curto período. Ruas pareciam rios e as águas invadiram residências e estabelecimentos comerciais.

O volume de chuva em Campo Bom apenas entre 14h e 16h deste domingo somou 86,2 mm na estação do Instituto Nacional de Meteorologia. Foram 59,6 mm entre 154h e 15h e mais 26,6 mm na hora seguinte. Antes do aguaceiro, a temperatura chegou a 30,0ºC na cidade, mesmo com nuvens e umidade relativa do ar entre 70% e 80%.

Mais temporais?

A possibilidade de chuva localmente forte permanece ainda nesta noite em pontos do Centro para o Norte e o Nordeste do Rio Grande do Sul, mas com o avançar da noite o risco de chuva intensa e temporais em alguns pontos deverá diminuir gradualmente.

Nesta segunda-feira, o sol aparece com nuvens no estado e não chove na esmagadora maioria das localidades. Pontos isolados do Norte e do Nordeste do estado podem ter pancadas um tanto isoladas da tarde para a noite. Será um dia quente à medida que ar mais seco e quente avança a partir do Oeste gaúcho.