O principal protagonista no tempo neste fim de semana será um ciclone extratropical a Leste e Sudeste do Rio Grande do Sul que se formou no final a sexta-feira e se intensifica durante este sábado. O sistema, embora não cause perigo em terra firme, traz vento extremamente forte em alto mar e impulsiona uma massa de ar frio para o Sul e parte do Sudeste do Brasil.

Índice de Previsão de Extremos do modelo meteorológico europeu projeta o vento mais intenso e com grande intensidade sobre alto mar e perto do centro do ciclone sem previsão de ventania intensa em quase todo o Centro-Sul do Brasil | ECMWF

De acordo com dados do modelo meteorológico europeu, pela rodada da 0Z de hoje, o centro de baixa pressão que estava às 9h ontem com 1010 hPa na costa do Uruguai estará no mesmo horário hoje com 975 hPa a cerca de mil quilômetros a Leste da foz do Rio da Prata.

Com isso, o critério pra classificação de ciclone bomba ou bomba meteorológica de aprofundamento de ao menos 24 hPa em 24 horas de centro de baixa pressão estará preenchido, uma vez que a queda da pressão no centro do ciclone projetada pelo modelo é de 35 hPa em apenas 24 horas, configurando uma ciclogênese explosiva que felizmente ocorre mais longe da costa. 


O ciclone, no começo deste sábado posicionado nas latitudes a Leste do Uruguai, sobre o Atlântico, vai permanecer o tempo inteiro sobre o mar e não vai atingir diretamente nenhuma área do Brasil, ao contrário de uma série de publicações equivocadas publicadas em meios de comunicação. Embora o centro da tempestade no mar não chegue a nenhum ponto do Brasil, os efeitos de um sistema de tão grande escala repercutem numa extensa área do Sul e do Sudeste do território brasileiro.

Os reflexos deste ciclone extratropical deste fim de semana serão sentidos no tempo nos estados do Sul e do Sudeste hoje e no começo da semana. Veja quais devem ser os impactos deste sistema estado por estado pela previsão da MetSul Meteorologia.

Rio Grande do Sul

O ciclone impulsiona uma massa de ar frio para o Sul do Brasil com queda de temperatura neste fim de semana. Mesmo não sendo uma massa de ar frio forte, o ar seco a Oeste do ciclone, entretanto, vai favorecer intenso resfriamento noturno.


Assim, espera-se temperatura mais agradável durante o dia e noites mais frias, o que já se percebe no começo deste sábado que começou com mínimas de um dígito no Sul do estado gaúcho. O amanhecer do domingo será frio em quase todo o estado e pode gear na área de São José dos Ausentes.

O vento sopra moderado e por vezes com rajadas, até de 60 km/h a 80 km/h, no Sul e no Leste gaúcho neste sábado, mas enfraquece no fim do dia e será calmo a fraco na esmagadora maioria das cidades no domingo à medida que o ciclone se afasta. O mar pode ficar agitado e com ressaca no começo da semana na costa gaúcha.

Santa Catarina

A frente fria associada ao ciclone passa pelo Leste de Santa Catarina neste sábado com fraca atividade, trazendo aumento de nuvens, chance de precipitação localizada e a rotação do vento para o quadrante Sul. O vento se intensifica com rajadas, em média, de 50 km/h a 70 km/h e que podem ser mais fortes em pontos do Sul catarinense, na área de Laguna. O vento cede e sopra mais fraco amanhã. Mar agitado na costa catarinense no começo da semana com risco de ressaca.


Projeção de temperatura do modelo canadense para o amanhecer do sábado | METSUL

Uma massa de ar frio gradualmente ingressa, com maior influência no Leste catarinense, e a temperatura declina com as mínimas em muitas cidades à noite neste sábado. O domingo vai começar frio em diversas áreas do estado com marcas ao redor ou abaixo de 5ºC no Planalto Sul, onde pode gear em baixadas.

Paraná

Frente fria chega ao Leste do Paraná com escassa atividade, trazendo aumento de nuvens, precipitação isolada e a mudança do vento para o quadrante Sul. Vento se intensifica ao longo do sábado na costa paranaense e será moderado com algumas rajadas nas praias, mas cede no domingo. O domingo começa frio no Planalto de Palmas e no Sudoeste paranaense pelo ar mais frio impulsionado pelo ciclone. Na região de Curitiba, sob ar mais seco, o amanhecer da segunda será o mais frio com até 13ºC. Já mais ao Norte e ao Noroeste do Paraná segue o forte calor.

São Paulo

Frente fria associada ao ciclone alcança o Sul e o Leste de São Paulo entre hoje e amanhã com aumento de nuvens e chuva em alguns pontos. Chance de algum temporal isolado. O vento vira para Sul e aumenta da tarde para a noite de hoje na costa paulista, podendo ser moderado e com ocasionais rajadas em algumas praias, mas sem previsão de ventania muito intensa. Mar deverá ficar mais agitado com risco de ressaca no começo da semana.

Projeção de chuva para este sábado do modelo alemão Icon | METSUL

Na cidade de São Paulo, parte do sábado ainda é quente, mas à noite estará ingressando ar mais frio que é impulsionado pelo ciclone com queda acentuada da temperatura e vento. O ar mais frio traz um domingo bastante ameno para a capital paulista e a segunda-feira deve começar fria com até 15ºC ou 16ºC no Mirante de Santana, podendo descer a 13ºC ou 14ºC em bairros do Sul da cidade de São Paulo. Mais a Oeste e ao Norte paulista segue quente.

Rio de Janeiro

A chegada da frente fria associada ao ciclone situado a mais de mil quilômetros ao Sul do território fluminense provocará uma virada do tempo no Rio neste fim de semana e trará aumento de nuvens e chuva que pode ser isoladamente forte até o final deste sábado após horas de sol e calor.

Projeção de chuva para este domingo do modelo alemão Icon | METSUL

Ar mais frio vai ingressar com vento, que pode soprar com rajadas, e a temperatura durante o domingo estará consideravelmente mais baixa com maior presença de nuvens e chance de chuva, embora sejam previstos momentos de melhoria. O mar deve ficar agitado com risco de ressaca no começo da semana.

Espírito Santo

Frente fria associada ao ciclone chega ao Espírito Santo neste domingo com aumento da cobertura de nuvens e chuva em vários pontos que, isoladamente, pode ser forte. O ingresso de ar mais frio vindo do mar derruba a temperatura que ficará muito mais agradável no começo da semana.

Minas Gerais

A passagem da frente fria pela costa do Sudeste do Brasil associada ao ciclone a quase dois mil quilômetros do território mineiro vai estimular instabilidade neste fim de semana em diversas áreas de Minas Gerais. O sol aparece na maioria dos municípios, mas ocorrem pancadas que isoladamente podem ser fortes e com algum risco de temporal localizado. A frente fria traz queda de temperatura em Belo Horizonte e diversas cidades com tardes mais agradáveis a partir deste domingo.