Anúncios

As últimas saídas dos modelos matemáticos analisados pela equipe da Metsul convergem para uma solução mais parecida quanto a formação e intensidade inicial deste sistema de baixa pressão atmosférica, com características tropicais, que irá se formar sobre águas quentes no Atlântico Sul, com temperatura entre 28 e 30°C, na altura do Sul da Bahia.

Logo abaixo colocamos a saída de campo de pressão atmosférica  de alguns modelos para um determinado horário para que o assinante (ainda que leigo) possa compreender que hoje os modelos convergem para a formação do fenômeno, mas as suas consequências ainda não são muito claras e, portanto, segue o monitoramento. E mais, a partir do momento que o fenômeno de fato se formar, as images de satélite também nos auxiliarão em seu monitoramento.


Modelo GFS (disponível no site para assinantes) indica que no dia 25 às 18h seu centro terá pressão de 1006 hPa atuando no mar na altura do Espírito Santo.

 

Modelo CMC (disponível no site) para o mesmo horário já indica o sistema de baixa pressão atuando mais ao Sul e mais distante da Costa na altura da divisa com o Espírito Santo com centro mais profundo de 1001 hPa, ou seja, mais intenso.

Modelo NAVGEM (disponível no site) para o mesmo horário já indica um sistema de baixa pressão mais próximo da Costa também na altura do Espírito Santo com centro mais profundo de 1002 hPa,

O interessante é que inicialmente o ciclone não será muito profundo  e, em geral, os modelos projetam pressão acima de 1000 Hpa no período em que o ciclone está mais próximo ao continente. O que isso significa? Que seus efeitos poderão não ser excepcionais, contudo ainda assim poderá provocar altos acumulados de precipitação e rajadas de vento forte ao redor do seu núcleo.

O modelo EUROPEU que tem uma solução parecida com a do modelo americano, porém, aponta o ciclone mais próximo a Costa, indica fortes rajadas de vento ao redor de 100 km/h  no domingo entre o Litoral Sul da Bahia e a Litoral Norte do Espirito Santo.


Na medida em que o ciclone se afasta para alto mar, alguns modelos projetam sua intensificação representando perigo para navegação marítima, mas com efeito secundário nas áreas continentais.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Em relação a precipitação, os modelos indicam chuva volumosa ao redor deste sistema de baixa pressão e que poderá, dependendo do seu posicionamento, gerar grandes acumulados de chuva nas áreas litorâneas da Bahia e também do Espírito Santo. Modelo canadense, por exemplo, indica que o acumulado somado entre hoje e o dia 30 de março superiores a 200 mm,sobretudo, no Litoral baiano.

Anúncios