Anúncios

EDI EMERSON/CATARATAS DO IGUAÇU S.A. 

O corpo de um turista que caiu nas Cataratas do Iguaçu no lado argentino na última segunda-feira foi encontrado no setor brasileiro das quedas. Trata-se de um canadense de 60 anos. A vítima caiu das passarelas de Salto Bosetti, no setor superior das quedas do lado argentino. Seu corpo foi encontrado entre alguns galhos na área da ponte Tancredo Neves, passagem que liga Puerto Iguazú a Foz de Iguazú.

O que levou o turista a cair nas águas, apesar dos vários alertas sobre a enorme vazão das quedas no parque, está sendo investigado pelas autoridades. Embora o guia de turismo presente no trágico momento tenha apontado que o homem caiu ao tentar tirar uma foto no parapeito, os investigadores também começaram a investigar outra hipótese.


O corpo foi encontrado por funcionários de empresa brasileira que realiza passeios náuticos no local. Durante a busca, funcionários do Instituto Médico Legal, Bombeiros Brasileiros, Polícia de Misiones, Prefeitura, Bombeiros Voluntários e guardas florestais trabalharam na área.

As chuvas abundantes ocorridas nos últimos dias do lado brasileiro produziram uma enchente de enormes dimensões em um dos pontos turísticos mais famosos da Argentina e do Brasil, que dividem o parque. Ainda na semana passada, precisamente na quinta-feira, o Parque Nacional do Iguaçu foi obrigado a fechar parte do local preventivamente em decorrência das chuvas intensas que causaram grandes transbordamentos nos cursos d’água.


A vazão nas Cataratas do Iguaçu ultrapassou 16,5 milhões de litros por segundo na última quinta-feira. Tratou-se da segunda maior vazão de água registrada desde 1997, quando a Companhia Paranaense de Energia (Copel) começou as medições. A taxa foi registrada às 6h da manhã da quinta passada.

O maior volume já anotado pela Copel foi registrado no ano de 2014 com mais de 47 milhões de litros por segundo. A vazão considerada normal é de 1,5 milhão de litros por segundo. Já a menor se deu em maio de 1978, com 114 mil litros de água por segundo. As medições antes de 1997, quando a Copel deu início a sua série histórica, eram feitas por outros órgãos com dados existentes desde 1949.

O Parque Nacional do Iguaçu cataloga 275 saltos, o que confere às Cataratas o título de maior conjunto de quedas d’água do mundo. No total, 80% das cachoeiras estão no lado argentino do parque, e os 20% restantes estão no lado brasileiro.

Anúncios