Anúncios

A província argentina de Buenos Aires Foi duramente castigada por tempo severo durante a quarta-feira (6) com ocorrência de chuva excepcional em alguns pontos e tornados na costa. A situação de tempo severo era de tão alto risco que pela primeira vez o Serviço Meteorológico Nacional da Argentina utilizou a cor vermelha em seu alerta para a região desde que implantou a escala de cores no final do ano passado.

A MetSul enfatiza que os fenômenos foram resultado de um cenário meteorológico local e que não há previsão de que avancem para o Sul do Brasil.

O pior ocorreu na região da Costa Atlântica da província de Buenos Aires com fortes ventos e episódios isolados de fenômenos severos de vento como tromba d’água no mar e tornados em terra.

A localidade mais atingida foi a cidade de Pinamar, onde uma tromba d’água (tornado) se formou sobre o mar e outros vórtices tornadicos causaram destruição em terra.

Alguns balneários foram parcialmente destruídos com destelhamentos, colapso de estruturas, quedas de grande número de árvores e ainda de postes de energia. Os danos foram consideráveis em diversos pontos, mas não se tem relatos de vítimas fatais.

A região da Costa Atlântica de Buenos Aires e outros pontos da província foram atingidos também por volumes muito altos de chuva, em alguns locais até extremos.

Em Pinamar, a cidade mais castigada pelo vento, a chuva superou os 100 mm. Na localidade também costeira de Villa Gesel, acumulados acima de 100 mm causaram inundações repentinas.

O maior volume de chuva não foi observado em uma cidade da costa, mas em uma localidade relativamente próxima do litoral. Em Dolores, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional, a precipitação somou 276 mm com inundações e centenas de desabrigados pela intensa precipitação.

Anúncios