Anúncios

Um tornado atingiu nesta semana a área mais densamente povoada da Bolívia, entre as cidades de La Paz e El Alto, onde está localizado o aeroporto internacional da capital boliviana. O tornado se deu no Distrito 5 da cidade de El Alto e causou danos materiais em residências na região de Los Andes.

Os moradores do local afirmaram que pelo menos cinco prédios ficaram danificados, enquanto a Prefeitura quantifica os estragos. “Fomos totalmente afetados, levantou os tijolos, os pilares, há ventos que passam, mas não desta magnitude, agora estamos sem luz, não sabemos o que fazer. É a primeira vez que isso acontece”, disse um morador de Los Andes.


Outro morador afirmou que há cerca de cinco casas que sofreram danos materiais, ficaram sem telhado, com os materiais dobrados, desprendidos e jogados na rua e com as vigas desmoronadas. As paredes de três casas vieram abaixo com o vento. A estimativa é que o funil do tornado tenha tido entre 20 e 30 metros de diâmetro.


O Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Senamhi) confirmou que o fenômeno natural ocorrido na cidade de Alto foi um “pequeno tornado” formado por um acúmulo de nuvens mais carregadas que trouxeram ainda tempestade elétrica e ventos fortes.

Nos últimos 11 anos, quatro tornados já foram documentados no país. O mais recente foi o desta semana em El Alto. O Serviço Nacional de Meteorologia e Hidrologia (Senamhi) registrou eventos semelhantes em Cochabamba, Laja e no mesmo município de El Alto. O usual é observá-lo em locais abertos e durante as estações chuvosas.

“Em 2021 algo semelhante foi registrado na população de Laja, em 2019 em um campo na cidade de El Alto entre os distritos 4 e 5, e outro evento foi gerado em Cochabamba em 2011, devido à instabilidade, variação de temperatura e pressão, além de ter uma nuvem convectiva. Se essas condições forem reunidas novamente, podem ocorrer tornados”, explicou Marisol Portugal, meteorologista do Senamhi, ao jornal La Razón.

Anúncios