Anúncios

Os próximos dez dias terão uma mudança no perfil de distribuição da chuva no Brasil. As precipitações vão se concentrar nos extremos Sul e Norte do país.

Sul 

Inicialmente no Sul do Brasil, o Oeste da região terá baixos acumulados com volumes que em muitos municípios não irão acumular sequer 25 mm. Ao contrário, no Leste e Sul do Rio Grande do Sul, Metade Leste de Santa Catarina, e no Sul e Leste do Paraná sistemas de baixa pressão e a passagem de uma frente fria poderão gerar de 50 mm a 100 mm. Em alguns pontos, a chuva pode somar 150 mm ou mais no Leste de Santa Catarina.

Sudeste 

No Sudeste, por influência de um bloqueio atmosférico, a chuva mais expressiva irá ocorrer no Leste da região. A previsão é de maiores acumulados, por exemplo, no Leste de São Paulo, parte do Rio de Janeiro e Sul do Espírito Santo. Há expectativa de acumulados significativos, ao redor de 50 mm, também em pontos do Sul de Minas Gerais e locais do interior de São Paulo.

Centro-Oeste 

No Centro-Oeste, entretanto, a chuva escasseia na Metade Sul de Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul com acumulados previstos inferiores a 25 mm. Já na Metade Norte e Oeste do Mato Grosso, modelos indicam que a chuva segue freqüente e pode somar mais de 100 mm, por exemplo em alguns pontos com volume previstos acima de 150 mm.

Nordeste 

Na Região Nordeste, os maiores acumulados de precipitação são esperados para o setor Norte da região com previsão de volumes ao redor de 200 mm na Metade Norte dos estados do Maranhão, Piauí e Ceará. Já no Rio Grande do Norte, interior da Paraíba, parte de Pernambuco e Sergipe a chuva poderá ter acumulados oscilando ao redor de 50 mm a 100 mm. Entre o Litoral do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, todavia, o período é de pouca chuva ao passo que no Sul do Piauí, em grande parte da Bahia a previsão é também de pouca chuva.

Norte 

Por fim, o Norte do país segue com chuva abundante com projeção de acumulados altos, sobretudo no Norte do Pará e parte do Amapá. Volumes previstos entre 150 mm e 200 mm em pontos do Rondônia, Amazonas, Roraima. No Acre, os acumulados são menores oscilando entre 25 mm no Sul e entre 50 e 100 mm na faixa Norte. No Tocantins também chove menos no Sul com acumulados ao redor de 25 mm, com mais de 100 mm previstos para o Norte do Estado.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios