Anúncios

Temporais isolados foram registrados entre a tarde e noite desta terça-feira no Rio Grande do Sul, especialmente em cidades do Centro para o Oeste do Estado. Nuvens carregadas geradas pelo forte calor se desenvolveram ao longo da tarde em diversas regiões, trazendo chuva em alguns pontos e formações de tempestades localizadas.

Os volumes de chuva foram por demais irregulares e, no geral, baixos nos locais que tiveram precipitação. A maioria dos municípios, entretanto, não registrou uma gota de chuva até o início da noite desta terça. Os maiores volumes eram observados em São Vicente do Sul com 12 mm e Rio Pardo com 11 mm.


O forte aquecimento estimulou as nuvens de grande desenvolvimento vertical, especialmente em cidades mais a Oeste do Estado que registraram mais uma vez as máximas no Estado.

As nuvens carregadas trouxeram granizo em Santana do Livramento e chamaram a atenção em Barra do Quaraí. Em Rio Pardo, no Centro gaúcho, as rajadas de vento chegaram a 70 km/h.


A instabilidade ocorreu após a temperatura ter alcançado 38,3ºC em Santa Rosa, 37,9ºC em Quaraí, 37,7ºC em Porto Xavier, 37,6ºC em Uruguaiana, 36,1ºC em Alegrete, 35,7ºC em São Vicente do Sul, 35,6ºC em Tupanciretã e 35,4ºC em Santo Augusto. Na Grande Porto Alegre, Campo Bom anotou 33,5ºC.

Foi o quarto dia seguido com máximas no Rio Grande do Sul perto ou ao redor de 40ºC. No sábado, os termômetros indicaram 39,9ºC em Santa Rosa. No domingo, 40,1ºC em Porto Xavier. Ontem, 38,9ºC em Quaraí. E nesta terça 38,3ºC em Santa Rosa.

O tempo segue instável nesta noite em diversas regiões gaúchas, inclusive a de Porto Alegre, e não firma durante esta quarta. O sol aparece com nuvens durante a quarta-feira na maior parte do Rio Grande do Sul, mas com nuvens e períodos de maior nebulosidade em algumas regiões.

Mais uma vez o ar quente e úmido traz chuva no decorrer do dia para diferentes pontos do Estado, mas, assim como hoje, a chuva vai ser irregular e mal distribuída a ponto de muitas cidades não terem qualquer registro de precipitação. Com o ar quente, a chuva em setores localizados pode vir forte e com risco de granizo ou vento forte.

O risco de temporais isolados será maior no território gaúcho durante a quarta em cidades mais ao Norte do Estado, entretanto onde a possibilidade de tempo severo localizado por conta do ar quente e úmido vai aumentar muito é nos estados de Santa Catarina e do Paraná.

Anúncios