Anúncios

Temporais atingem o Nordeste da Argentina na tarde desta quinta-feira e devem prosseguir nas próximas horas com tendência de intensificação à medida que a instabilidade avança para Norte e encontra ar muito quente com temperatura em superfície perto ao redor de 40ºC ou mesmo superior.

O Serviço Meteorológico Nacional de Argentina (SMN) emitiu alerta laranja para tempestades em setores das províncias de Santa Fé, Chaco, Corrientes e Misiones. Há alerta amarelo para áreas de Entre Ríos, Santa Fé, Santiago del Estero, Chaco, Formosa, Corrientes e Misiones.

O SMN adverte que a área sob aviso laranja será afetada por fortes tempestades ou localmente severas que podem vir acompanhadas de rajadas muito fortes, chuva abundante em curtos períodos, intensa atividade elétrica e queda de granizo. São esperados valores de precipitação acumulada entre 50 mm e 80 mm que podem ser isoladamente superiores.

Mendoza foi assolada por chuva intensa e granizo que provocaram um grande número de ocorrências em diferentes partes da província durante a tarde e a noite de ontem. Enquanto o granizo afetou mais fortemente as áreas ao Leste e Sul da província, partes da Grande Mendoza também tiveram precipitação de granizo.

Além disso, como em toda tempestade, ocorreram episódios de queda de árvores, galhos e postes, alguns desabamentos em residências precárias e ruas inundadas. Segundo o relatório da Defesa Civil, Tunuyán foi o departamento mais afetado. Em toda a província, ocorreram 85 intervenções de todos os tipos.

Em San Juan, impressionante nuvem de poeira cobriu na tarde de ontem a cidade de San Juan e seus arredores, como consequência da entrada de uma massa de ar com forte vento do quadrante Sul. Segundo Diario de Cuyo, houve queda de árvores, postes, placas e de uma torre de iluminação.


Uma criança de 10 anos teve que ser hospitalizada porque um galho caiu em sua cabeça. Muitos usuários de serviços elétricos foram afetados por quedas de energia ou flutuações de voltagem.

Temporais atingiram ainda a província argentina de Córdoba, no Centro do país. Na cidade de Rio Cuarto, o dia virou noite com as nuvens muito carregadas que avançaram pela região com a atuação de uma área de baixa pressão que agora traz instabilidade no Sul do Brasil.

Anúncios