Anúncios

Temporais de chuva, vento e granizo atingiram nas últimas horas o Rio Grande do Sul, mas sem registro de danos. As áreas de instabilidade começaram a se formar no Estado durante a madrugada e, como esperado, rapidamente se intensificaram e avançaram para diversas regiões.

A instabilidade decorrer de uma área de baixa pressão no Norte da Argentina com uma massa de ar muito quente e a passagem de um sistema de onda curta pelo estado gaúcho. O ar excessivamente quente avançou sobre a atmosfera menos quente, no que remonta a uma frente quente, gerando as áreas de instabilidade.

Caiu granizo entre a madrugada e de manhã em diversas cidades do Sul do Rio Grande do Sul como Pelotas, São Lourenço do Sul, São José do Norte, Camaquã, Capão do Leão e Morro Redondo, dentre outras. As pedras de gelo, porém, foram pequenas na grande maioria dos locais.

Além disso, a instabilidade veio com muitos raios e trovoadas. Neste tipo de situação, em que a instabilidade decorre do avanço de ar muito quente de Norte e Oeste, é por demais comum a ocorrência de muitos raios e granizo, o que a MetSul havia antecipado.

As nuvens carregadas geradas pelo ar muito quente em níveis mais altos da atmosfera foi responsável ainda por trazer pancadas de chuva torrenciais, mas, como antecipado, foram predominantemente de curta duração. Porto Alegre, por exemplo, foi uma das cidades que teve alguns períodos de chuva forte durante a manhã desta quarta, mas breves. As rajadas de vento na Capital ficaram entre 50 km/h e 60 km/h.

Manhã de pancadas fortes e trovoadas em Porto Alegre | Alina Souza

Manhã chuvosa em Porto Alegre | Alina Souza

Por isso, os volumes de chuva não foram altos na maioria das localidades. Até o fim da manhã, estações meteorológicas tinham registrado 30 mm em Pelotas, 27 mm em São Lourenço do Sul, 22 mm em Capão do Leão, 21 mm em Canguçu, 20 mm em Viamão e Camaquã, 19 mm em Porto Alegre, 18 mm em Alvorada, 17 mm em Eldorado do Sul, 16 mm em Cachoeirinha e 15 mm em Encruzilhada do Sul e São Jerônimo.

O Oeste, o Noroeste e o Norte do Estado, como era previsto, tiveram sol e calor durante a manhã desta quarta. A temperatura no final da manhã era extremamente alta para um mês de inverno no horário em algumas cidades. Às onze da manhã, os termômetros já indicavam 32ºC em São Borja e em Santa Rosa enquanto em Porto Alegre fazia 18ºC.


A instabilidade se afasta para o oceano nas próximas horas e muitas cidades que tiveram chuva, raios e granizo durante a manhã devem voltar a ter a presença do sol na tarde desta quarta com acentuada elevação da temperatura e muitíssima umidade sobre as superfícies como paredes e pisos pelo rápido aquecimento numa atmosfera mais fria e úmida precedendo a elevação brusca da temperatura.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A MetSul mantém o aviso que amanhã será o dia mais quente da semana com ar seco e por demais quente cobrindo o Rio Grande do Sul, o que vai trazer um dia de sol com cara de verão em que as máximas vão superar os 30ºC em quase todas as cidades gaúchas e com máximas de 35ºC a 37ºC na Grande Porto Alegre, no Centro do Estado, nos vales, no Oeste e no Noroeste. As máximas podem até superar os 37ºC em alguns municípios dos vales. O vento soprará do quadrante Norte moderado a forte em algumas localidades.

Anúncios