Frente fria detonou a formação de fortes áreas de instabilidade do Centro para o Sul e o Oeste do Estado com temporais de chuva torrencial e vendavais ontem à tarde. Alegrete teve chuva de 64 mm em apenas duas horas. Em São Gabriel, o temporal veio com vento de 84 km/h e chuva de 45 mm em só duas horas. Caçapava do Sul teve rajadas de 89 km/h. Em Santiago, um dilúvio. Foram 83,4 mm em somente duas horas (35 mm entre 18h e 19h e 48,4 mm entre 19h e 20h). Choveu muito ainda em cidades do Sul do Estado com altos volumes na área de Pelotas e cidades próximas. Em Porto Alegre e região, a chuva chegou forte e com trovoadas ao redor das 21h de ontem (foto abaixo de Fabiano Gutierres). No Vale do Sinos, o vendaval acompanhado de muitos raios às 22h trouxe queda de energia. Houve queda de árvores em Novo Hamburgo (foto abaixo da Rádio ABC 900). Em determinado momento da noite desta segunda-feira havia mais de 60 mil clientes (equivalente a mais de 200 mil pessoas) sem energia no Estado em consequência do temporal. A chuva forte com vento avançou para a Serra e o Litoral Norte no começo da madrugada desta terça-feira, provocando falta de energia em algumas praias da região.



A tarde de hoje ainda tem chuva e garoa em muitos pontos da Metade Norte, entretanto até o fim do dia o tempo firma na maior parte do Estado. Nesta quarta-feira, o sol aparece no Rio Grande do Sul com frio para esta época do ano ao amanhecer e mínimas abaixo de 10ºC em algumas cidades, como da Campanha. Na quinta, o dia começa com tempo bom, mas novas áreas de instabilidade voltarão a se formar e avançam de Oeste, devendo levar chuva para a maioria das regiões até o fim do dia. Na sexta ainda chove em parte do Estado. De quinta para sexta não se pode afastar novamente chuva localmente forte e temporais localizados. No fim de semana e no começo da semana que vem, o sol deverá predominar com marcas agradáveis.