Anúncios

Hernán Lopez Barbé

Uma forte linha de tempestades avança na noite desta sexta-feira (18) pelo Centro da Argentina com vendavais, em alguns pontos destrutivos, chuva e granizo. A instabilidade se formou inicialmente, como esperado, na região do Cuyo e avançou para as províncias de La Pampa e Córdoba.

Na província de La Pampa, a frente de rajadas gerou um impressionante haboob (tempestade de areia) com assustadoras imagens.

O meteorologista Nacho Lopez Amorim do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina descreveu as imagens como “apocalíticas”.

Em Santa Rosa, província de La Pampa, a linha de tempestades chegou com forte vendaval. O vento fez muitos estragos com destelhamentos e queda de árvores na localidade pampeana. 

Esta linha de tempestades associada ao centro de baixa pressão que dará origem a um ciclone vai atingir as províncias de Córdoba e de Buenos Aires nesta noite, avançando na sequência para o Uruguai e as províncias argentinas de Santa Fé, Entre Rios, Corrientes e depois Misiones no começo do sábado. 

A máxima atividade da instabilidade deve ocorrer sobre o Norte de Buenos Aires, Santa Fé, Entre Rios, o Oeste e o Norte do Uruguai, e em Corrientes, onde os temporais devem ser mais severos com danos em diferentes pontos.

Estas regiões devem ser as mais castigadas por temporais de variada intensidade. Muitos serão de forte intensidade a severos. Trata-se, na análise da MetSul, de situação perigosa de tempo severo na região. Devem ser esperados alguns temporais violentos com queda de granizo de variado tamanho, até grande, e vendavais que isoladamente podem ser até destrutivos com muitos estragos em alguns pontos.

Risco de tornados

O cenário, devido ao ambiente geral da atmosfera com a pressão atmosférica muito baixa e o ar tropical quente e úmido muito instável na região, com o avanço de ar frio pelo Sul, não permite se descartar até a possibilidade de alguns tornados no Centro da Argentina e no Oeste do Uruguai.


Ciclone

O centro de baixa pressão vai migrar para Leste e dará origem, uma vez sobre o Oceano Atlântico, a um profundo ciclone extratropical no Leste da Argentina com chuva intensa e forte vento em áreas do Sul e do Leste da província de Buenos Aires, além de rajadas de vento forte no Rio da Prata e no Sul e no Leste do Uruguai durante o fim de semana.

Anúncios