Anúncios

A MetSul Meteorologia antecipa que as primeiras semanas desta primavera de 2022 em muitos dias não irão lembrar a nova estação com um prolongamento do clima de inverno. A tendência é de uma alta frequência de ingresso de ar frio no Sul do Brasil neste fim de setembro e durante outubro, o que vai trazer temperatura abaixo da média em um grande número de dias.

Este primeiro fim de semana da primavera astronômica, por exemplo, é de madrugadas frias no Sul do Brasil a partir da massa de ar frio que ingressou na região na quinta-feira. Muitas cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, e algumas do Paraná, amanhecem com geada neste sábado. Pode gear moderado a forte isoladamente, o que nesta época do ano é um risco elevado para a agricultura.


Este sábado terá ainda mínimas muito baixas para esta época do ano com marcas abaixo de 5ºC na maioria das cidades gaúchas e que devem ser negativas em localidades de maior altitude da Serra do Sudeste e do Nordeste gaúcho, nos Aparados. Os termômetros podem marcar até -2ºC ou -3ºC sob céu claro, vento calmo e perfil seco da atmosfera, o que favorece significativo resfriamento noturno, especialmente nas baixadas dos municípios serranos.

O frio segue no começo do domingo, mas com menor intensidade. Mesmo assim deve gear ainda em alguns pontos, especialmente nas localidades de maior altitude. Marcas de 0ºC a 2ºC são previstas para o amanhecer do domingo nos Campos de Cima da Serra e no Planalto Sul de Santa Catarina deve esfriar ainda mais com novas marcas negativas. A massa de ar frio, entretanto, vai estar em enfraquecimento e a tarde do domingo será muito agradável.


Só que o frio não vai parar por aí. Os dados dos modelos climáticos indicam sucessivas incursões de ar frio durante as próximas semanas, o que vai fazer com que haja muitos dias de temperatura baixa ou muito amena para o fim de setembro e outubro. Uma nova massa de ar frio deve chegar no meio da semana e seus efeitos devem persistir até o começo de outubro, mantendo a temperatura baixa.

Ao longo do mês de outubro, conforme os dados, novas incursões de ar frio devem ocorrer no Sul do Brasil, fazendo com que o primeiro mês da primavera seja uma extensão do inverno do que primavera com temperatura predominantemente abaixo da média. Veja a projeção do modelo climático norte-americano CFS de anomalia de temperatura em 850 hPa (1.500 metros de altitude) com intervalos de cinco dias para os próximos trinta dias.

Cenário muito semelhante é indicado pelo modelo de previsão semanal europeu. Durante as próximas quatro semanas, conforme o modelo do Centro Europeu, a tendência no Centro-Sul do Brasil é de temperatura na maior parte do período abaixo da média a partir das incursões sucessivas de ar frio.

No Sudeste e em parte do Centro-Oeste do Brasil, um fator que vai contribuir nas próximas semanas para temperatura abaixo da média será a maior ocorrência de chuva e não tanto por influência de ar frio. A instabilidade reduz as máximas da tarde e sob chuva mais frequente e até acima da média a tendência é de temperatura abaixo da média.

Com a La Niña persistindo durante a primavera, aumenta o risco de frio na estação e da mesma forma o de geada tardia. Há precedentes sob La Niña de anos que chegaram a ter geada com graves danos na agricultura em pleno outubro e em casos excepcionais até em novembro.

Anúncios