Sistema de baixa pressão atmosférica começou a se organizar sobre o Paraguai e o Nordeste da Argentina neste sábado e já propicia o desenvolvimento de nuvens carregadas na província de Missiones entre o Noroeste gaúcho e o Paraguai, que ao longo do dia avançam para Leste. Nas próximas horas há risco de pancadas de chuva que podem ser localmente fortes acompanhadas de raios e trovoadas em alguns pontos da faixa Norte do Rio Grande do Sul, sobretudo na divisa com Santa Catarina atingido principalmente o Noroeste gaúcho, o Alto Uruguai, o Planalto, Alto Jacuí, a Serra, os Aparados e também o Litoral Norte. Não se descarta a ocorrência de pancadas esparsas de chuva em pontos da região Central e região dos Vales.

 


Amanhã o sistema de baixa pressão em superfície se intensifica. Em consequencia disso a atmosfera sobre o Rio Grande do Sul estará demasiadamente instável e irá favorecer a formação de fortes áreas de instabilidade com nuvens carregadas. Ao longo do dia ocorrem pancadas de chuva na maioria das regiões do Estado, exceto em partes do Oeste e do Sul mais próximo a fronteira com o Uruguai. A chuva será irregular e mal distribuída, contudo já pode chover pela manhã em partes da metade Norte e há risco elevado de chuva localmente forte com volumes elevados em curtos períodos. A chuva virá acompanhada de raios e trovoadas em alguns momentos, sobretudo no decorrer da tarde para noite. Também é elevado o risco de temporais localizados com vento forte, mas especialmente com queda de granizo, que pode ser de tamanho grande entre a faixa Central e o Norte gaúcho, incluindo a área da região Metropolitana, a Serra e o Litoral Norte. No Litoral o vento será contínuo com forte intensidade ao longo do domingo.

Na segunda-feira a instabilidade persiste sobre Estado e apesar do sol aparece em várias regiões ocorrem períodos de maior nebulosidade com chuva irregular e mal distribuída nas metades Leste e Norte. Ainda chove forte no Nordeste e Norte gaúcho, especialmente no Litoral Norte.