Anúncios

É uma rotina. Mês após mês os principais centros meteorológicos do mundo ratificam a tendência incontroversa e muito clara de que o nosso planeta está aquecendo e em ritmo acelerado. Dados desta semana se somam aos vastos já existentes sobre a Terra estar em processo de aquecimento perigoso. A NASA revelou que tivemos o quinto setembro de temperatura mais alta na Terra até hoje e que 2018 se encaminha para ser o quarto ano mais quente de toda a série histórica, somente atrás de 2015, 2016 e 2017.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


Sem El Niño, esse ano apresentou temperatura menor que os últimos três. Ocorre que o fenômeno vai voltar e 2019 tende a retomar a subida da temperatura global. Também a JMA, agência meteorológica japonesa, veio com os mesmos números, apontando setembro deste ano como o quinto mais quente de toda a série histórica. Na última semana, em alarmante anúncio, o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU, o IPCC, fez o alerta que o mundo tem pouco tempo para reverter o atual curso de emissão de gases do efeito estufa sob risco de que se produzam conseqüências catastróficas no clima global pelos níveis muito alto de temperatura que o planeta atingirá. Também na semana que passou, os Estados Unidos registraram o terceiro furacão mais intenso até hoje no país e Portugal foi atingido pela pior tempestade em mais de 150 anos.

Anúncios