A instabilidade que por vários dias atuou na Argentina e no Uruguai conseguiu ontem se deslocar pelo Rio Grande do Sul à medida que a corrente de jato (espécie de corredor de vento em altitude) ondulou um pouco para Norte. Houve registro de chuva mais no Oeste, Sul e o Centro do Estado, mas predominantemente fraca na maioria dos locais. Hoje, a instabilidade fará o movimento oposto. Ar mais quente irá avançar de Norte e vai deslocar as nuvens de chuva para o Sul/Sudeste, organizando frente quente entre a Argentina, o Uruguai e parte do Rio Grande do Sul.

Este movimento de ar de origem tropical a partir do Norte vai determinar condições atípicas de temperatura para a metade de julho nos próximos dias com uma sequência de jornadas de calor à tarde no Rio Grande do Sul. Para se ter ideia, as máximas estarão 8ºC a 10ºC acima das médias históricas desta época do ano com marcas perto ou até acima de 30ºC, inclusive na área de Porto Alegre e na região metropolitana. Começa a esquentar nesta quinta-feira e o calor será mais intenso no fim de semana. No começo da semana que vem, uma frente fria traria chuva mais volumosa e generalizada, encerrando a sequência de dias quentes.