Anúncios

O final do sábado e a madrugada deste domingo registrou vendavais em várias cidades do Rio Grande do Sul. Estações registraram, em média, rajadas mais fortes entre 60 km/h e 90 km/h, mas é provável que em pontos isolados o vento tenha sido mais forte. Segundo as estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia, as rajadas alcançaram 93 km/h em Canguçu, 81km/h em Santa Maria, 78 km/h em Jaguarão, 76 km/h em Caçapava do Sul e Quaraí, e 68 km/h em Dom Pedrito e Bagé. No interior de Agudo, o vento forte da madrugada no Centro do Estado provocou danos em estufas (fotos abaixo cedidas por Nestor Muller). Houve relatos de granizo na região de Santa Rosa. A instabilidade que atingiu o Rio Grande do Sul antes trouxe chuva forte no Uruguai e vento de até 100 km/h no interior do país. Na cidade de Buenos Aires, foi a chuva que atingiu marcas muito altas. O acumulado até 9 horas de hoje foi de 131 mm no Aeroparque e 94 mm no Observatório de Villa Ortuzar. A média histórica (período 1961-1990) de chuva para o mês inteiro de setembro na capital argentina é de 73,3 mm.  




O sol predomina no Rio Grande do Sul nesta semana, mas o destaque será o calor. Será a semana mais quente, com folga, deste inverno com marcas típicas dos meses de janeiro e fevereiro. Quase todas as regiões gaúchas devem ter máximas acima dos 30ºC durante a semana e muitos locais do Centro, Oeste e Noroeste do Rio Grande do Sul vão suportar máximas de 35ºC a 37ºC, talvez até alcançando 38ºC em alguma localidade. Já faz calor nesta segunda com máximas de 31ºC a 33ºC, mas a disparada maior ocorre de terça-feira em diante, mantendo-se o calor intenso até o final da semana. Da tarde para a noite do próximo sábado e no domingo o tempo deverá mudar no Rio Grande do Sul com chuva e, claro, risco de novos temporais.

Anúncios