Anúncios

O Rio Grande do Sul terá uma semana marcada por tempo instável. Pode chover todos os dias desta semana no Estado, o que não significa que choverá nos próximos seis dias em todos municipios gaúchos. A chuva será volumosa em muitas áreas no período, porém o que mais preocupa são os temporais. A instabilidade será mais intensa e generalizada hoje, na quarta e novamente no sábado. O Rio Grande do Sul teve temporais com granizo isolado, chuva forte e vendavais na primeira metade do dia. Resultado de uma frente fria que “explodiu” em atividade ao encontrar o ar quente e úmido sobre o Sul do Brasil.



Os temporais atingiram com maior força o Oeste e o Noroeste do Rio Grande do Sul com acumulados de chuva até acima de 50 mm em curto período e, sobretudo, vento forte. As rajadas chegaram a 93 km/h em Santo Augusto e 121 km/h em Santa Rosa, velocidade do vento recorde na estação automática de Santa Rosa desde sua instalação em 2006. Devido aos temporais, cerca de 114 mil pontos (ao redor de 400 mil pessoas) ficaram sem luz de manhã. Os municípios mais afetados pela falta de luz foram os do Centro, Fronteira Oeste, Missões e Noroeste.  Somente na área da concessionária Rio Grande Energia (RGE), havia 100 mil pontos sem luz às 9h da manhã. Os municípios mais prejudicados foram Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santa Rosa e Santo Ângelo. Em Santa Rosa, o vendaval destelhou ao redor de 500 casas, danificou ginásios e prédios comerciais, ederrubou dezenas de árvores. Os bombeiros da cidade distribuíram mais de 20 mil metros de lona. Os bairros Sulina, Auxiliadora, Planalto, Cruzeiro, Agrícola, Ouro Verde, foram os mais atingidos (fotos do Jornal Noroeste).


A instabilidade mais forte no restante desta segunda-feira se concentra no Norte do Rio Grande do Sul, além de Santa Catarina e o Paraná, com chuva forte a intensa e temporais isolados. O risco de temporais com danos será maior em Santa Catarina e no Paraná até o final do dia. Pelo Sul e o Sudoeste do Estado, o tempo já começa a apresentar melhoria nesta segunda. O sol aparece com nuvens em várias regiões gaúchas durante a terça, mas ainda ocorrem períodos de maior nebulosidade no Norte e no Nordeste do Rio Grande do Sul. No final do dia, a chuva retorna com trovoadas ao Norte gaúcho.



Projeção de chuva do modelo Europeu indica chuva em volumes localmente altos no Estado no começo da quarta-feira

Na quarta-feira, a instabilidade volta a tomar conta de todo o território gaúcho e chove em todas as áreas do Estado no decorrer do dia. Alerta-se para chuva forte a intensa em muitas cidades do Estado com alto risco de temporais isolados de raios, vento forte e granizo. O tempo vai se deteriorar muito no Rio Grande do Sul ainda durante a madrugada da quarta e deverá seguir instável ao longo do dia. Não se pode afastar chuva ao redor do horário do jogo na Arena entre Grêmio e Corinthians. Na quinta-feira, o dia começa com muitas nuvens e chuva, que pode ser localmente forte na Metade Norte, mas durante o dia a instabilidade se afasta e o sol aparece com nuvens na maioria das regiões. Na sexta, o sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul, mas até o fim do dia o tempo volta a se instabilizar em pontos do Oeste e do Norte do Estado. No sábado, a chuva uma vez mais toma conta do Estado e tende a ser localmente forte a intensa com alto risco de temporais isolados de vento forte e granizo que podem trazer danos.

Anúncios