Anúncios

Um novo episódio de instabilidade trará chuva localmente forte e potenciais temporais com granizo isolado no Sul do Brasil entre esta quinta e a sexta-feira. A instabilidade vai afetar o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná. Os acumulados de precipitação em alguns pontos vão se aproximar ou passar da marca dos 100 mm.

Há duas diferenças entre este novo episódio de chuva e o do começo desta semana que trouxe volumes de 50 mm a 100 mm para muitos municípios do Rio Grande do Sul. Entre domingo e a última segunda-feira, as precipitações volumosas atingiram mais o território gaúcho. Desta vez, pontos de Santa Catarina e do Paraná também devem ter acumulados expressivos.


A segunda diferença é que no evento de instabilidade do começo da semana os volumes de chuva altos atingiram grande número de municípios enquanto entre amanhã e sexta-feira as áreas com precipitação volumosa serão menores, portanto atingindo um menor número de cidades.


O mapa abaixo mostra a projeção de chuva em 72 horas até 21h de sexta-feira do modelo WRF da MetSul, disponível ao assinante na seção de mapas. Observa-se a tendência de pontos isolados terem chuva expressiva com potencial de acumular 50 mm a 100 mm em menos de 48 horas e com marcas isoladas superiores a 100 mm.

Santa Catarina e o Paraná já têm pancadas isoladas de chuva entre a tarde e a noite desta quarta, mas o sistema convectivo que será responsável pela instabilidade em grande parte do Sul do Brasil na segunda metade desta semana vai começar a ingressar pela Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul no final desta quarta e na madrugada da quinta.

A chuva atinge, inicialmente, o Oeste do Rio Grande do Sul amanhã. Ao longo da quinta, as precipitações se espalham pelo território gaúcho e atingem todas as regiões. Com isso, cidades que vão chegar a ter sol durante a manhã mais a Leste do estado gaúcho, como Porto Alegre, devem ter aumento de nebulosidade e chuva chegando no decorrer do dia.  Somente áreas mais ao extremo Sul gaúcho não devem ter precipitação. A instabilidade vai avançar também durante a quinta para diversas regiões de Santa Catarina e parte do Paraná.

Na sexta, a chuva atinge ainda diversos pontos dos três estados do Sul. As nuvens mais carregadas e com potencial de trazer temporais isolados atuam na sexta sobre os territórios catarinense e paranaense. No Rio Grande do Sul, a sexta começa com muitas nuvens e chuva em vários pontos, especialmente do Centro e da Metade Leste, mas ao longo do período a instabilidade se concentra mais no Nordeste gaúcho, entre os vales, a Grande Porto Alegre, a Serra e o Litoral Norte. Pode chover isoladamente forte.

Este não será um evento de alto risco de tempo severo e não se antecipa temporais generalizados. Ao contrário, o risco de tempestades será muito localizado e maior em Santa Catarina e no Paraná. Embora não se possa descartar vento forte isolado, o potencial será maior para queda localizada de granizo.

Anúncios