Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para a probabilidade alta de novos episódios localizados extremos de chuva no Sul e no Sudeste do Brasil nos próximos dias durante temporais isolados e passageiros da tarde para a noite.

O mapa abaixo, disponível ao assinante na seção de mapas, mostra a projeção de chuva entre hoje e domingo do modelo WRF e que indica volumes muito altos em algumas áreas, sugerindo um alto risco de episódios de chuva extrema em curto período.

Foram dois eventos de chuva extrema no Centro-Sul do Brasil desde ontem. O mais grave ocorreu em São Carlos (SP) que teve 140 mm em uma hora (leia mais aqui). 

O segundo ocorreu em Curitiba, no Paraná. A capital paranaense, que enfrenta o segundo ano consecutivo de estiagem e grande déficit hídrico com graves problemas de abastecimento de água, teve um forte evento de chuva  com elevados volumes de chuva.

O avanço de uma frente fria pelo Sul do Brasil associado a uma corrente jato de baixos níveis na atmosfera propiciou uma tarde de quinta-feira de intenso calor na capital paranaense com máxima de 32,2°C, antes do avanço da instabilidade. O calor associado a umidade formou nuvens de grande desenvolvimento vertical que provocaram temporais na Região Metropolitana de Curitiba. 

Desde as 21h de ontem, segundo dados da estação automática do Inmet, choveu 87,4 mm, volume que corresponde a 86% da média histórica do mês de novembro. Segundo dados do CEMADEN nas ultimas 24 horas o acumulado de precipitação chegou a 152 mm no bairro Vista Alegre, volume maior que o normal para o mês inteiro. 

O período de chuva mais forte ocorreu entre 21h de ontem e as primeiras horas da madrugada desta sexta-feira.

Nas próximas horas o tempo segue instável devido a presença de uma frente fria  e novas pancadas intensas de chuva poderão ocorrer no Paraná. A temperatura subirá menos que ontem com máxima prevista ao redor de 26°C em Curitiba. Pode chover forte de forma isolada, porém não se espera uma repetição de volumes tão altos na cidade. 

 

Anúncios