Anúncios

Número de dias com marcas negativas em 2022 é muito inferior ao do ano passado depois de um julho de temperatura muito acima da média e frio escasso | CLÉCIO RUVER/ARQUIVO METSUL

O Rio Grande do Sul completa o equivalente a um mês do ano com temperatura mínima abaixo de zero. Esta segunda-feira, que marca o começo de agosto, foi o 31º dia do ano até agora em que o estado gaúcho anotou marcas negativas. O número parece alto, mas, no ano passado, em 1º de agosto, a contabilidade exclusiva realizada pela MetSul já mostrava 47 dias com mínimas abaixo de zero no estado.

O levantamento da MetSul Meteorologia referente a 2022 registra um dia com mínima negativa em março, dois em abril, cinco em maio, quinze em junho e sete em julho. A menor marca do ano parcial é de 6,6ºC abaixo de zero no município de Pinheiro Machado, em 19 de junho, dois dias antes do começo oficial do inverno astronômico.


No ano passado, foram três dias com marcas abaixo de zero no Rio Grande do Sul em abril, catorze dias em maio, onze dias em junho, dezoito dias em julho, seis em agosto, e um no mês de setembro. A menor temperatura do ano foi de -7,2ºC em 30 de julho, na grande onda de frio do final do mês que trouxe a segunda maior nevada deste século no estado gaúcho.

Embora maio tenha sido frio neste ano e junho gelado com um alto número de dias com marcas negativas, a diferença para o 2021 está em maio e, principalmente, julho do ano passado. Em 2021, maio e julho tiveram números de dias com marcas abaixo de zero muito acima do comum com catorze no quinto mês do ano e dezoito em julho. Ou seja, 60% das mínimas negativas do ano em 2021 se deram apenas em maio e julho.


Em 2022, metade dos dias do ano até agora com mínimas negativas se deu apenas em junho. O mês de julho, de frio escasso e temperatura muito acima da média, acabou por determinar esta grande diferença para o ano passado com 16 dias a mais até 1º de agosto com dias de marcas negativas até 1º de agosto.

Agosto começou com temperatura abaixo de zero

A lista de dias de temperatura mínima abaixo de zero no Rio Grande do Sul aumentou hoje com o primeiro dia de agosto registrando marcas negativas nos termômetros em dois municípios que contam com estações meteorológicas: São José dos Ausentes e Soledade. Veja as mínimas desta segunda-feira no estado gaúcho:

São José dos Ausentes: -1,8°C
Soledade: -0,1°C

Vacaria: 0,1°C
Capão Bonito do Sul: 1,0°C
Cambará do Sul: 1,2°C
São Francisco de Paula: 1,4°C
São José do Ouro: 1,6°C
Getúlio Vargas: 2,2°C
Ernestina: 2,4°C
Bom Jesus: 2,7°C
Chapada: 2,7°C
Pinheiro Machado: 2,8°C
Campos Borges: 2,9°C
Espumoso: 2,9°C
Lagoa Vermelha: 3,4°C
Serafina Correa: 3,4°C
Tapera: 3,4°C
Pontão: 3,6°C
Quaraí: 3,8°C
Salto do Jacuí: 3,9°C
Coxilha: 4,0°C
São Sepé: 4,2°C
São Martinho da Serra: 4,7°C
Lavras do Sul: 4,8°C

Na Grande Porto Alegre, a menor temperatura hoje cedo ocorreu na estação do bairro de Lomba Grande, zona rural de Novo Hamburgo, onde a mínima foi de 7,5ºC. Em Canoas, na base aérea, os termômetros indicaram 9,4ºC. Em Porto Alegre, 9,6ºC no Jardim Botânico.

Nova massa de ar frio no final da semana

Uma nova massa de ar frio é prevista para o final desta semana no Rio Grande do Sul que voltará a trazer queda de temperatura no estado na sexta-feira, mas se trata de uma incursão de ar frio de fraca intensidade e não devem ser esperadas mínimas congelantes na maioria das cidades gaúchas. A Serra do Sudeste poderá ter marca talvez um pouco negativa, mas nos Campos de Cima, pelos dados de hoje, a mínima ficaria perto de 0ºC.

Anúncios