O ciclone bomba que provocou mortes e destruição no Sul e no Sudeste do Brasil entre terça e ontem já está a milhares de quilômetros de distância do continente americano no Atlântico, quase na África.

O ciclone, entretanto, ainda fez estragos no Sul do Brasil nas últimas horas. O swell gerado pelo sistema e por outra área de baixa pressão no Litoral da Argentina trouxe forte ressaca e destruição no Litoral Norte gaúcho na última noite e madrugada. Em Imbé, a beira-mar registrou destruição.

De acordo com o Correio do Imbé, a orla de Tramandaí também teve estragos com a força do mar durante a ressaca.

Correio do Imbé

Correio do Imbé

Em Capão da Canoa, o calçadão da beira-mar também teve danos em razão da ressaca do mar da última noite e madrugada.

Correio do Imbé

A ressaca agora deve gradualmente ceder com o distanciamento do poderoso ciclone, mas os alertas de agitação marítima seguem para o Sudeste do Brasil.