Anúncios

A região da Patagônia vive uma situação muito difícil pelo inverno mais frio em muitos anos e as intensas nevascas. O frio e a neve matam soterram animais (mais), matam o gado (mais), derrubam torres de energia (mais), e causam muitos problemas para as comunidades patagônicas.


Nas últimas horas, a região testemunhou uma série de resgates por terra e ar de pessoas em comunidades isoladas pela neve. Em Neuquén, uma avó de 98 anos foi resgatada da tempestade de neve na reserva Mapuche Aucapán Arriba, uma área de difícil acesso.


A mulher estava com seus parentes e foi resgatada pelos brigadistas com o helicóptero do governo da província. A área fica a cerca de 60 quilômetros a oeste de Junín de los Andes e muito perto do vulcão Lanín. O resgate faz parte do extenso trabalho que os brigadistas têm em diferentes pontos na cordilheira de pessoas presas no meio da tempestade.

Membros da Gendarmeria Nacional resgataram uma mulher grávida e seu filho de dois anos que estavam completamente isolados pela neve em uma área localizada a 90 quilômetros de Perito Moreno, na província de Santa Cruz. A operação de resgate liderada por forças federais foi realizada na Estancia La Madrugada. 

Uma família de quatro pessoas isolada na área de Colonia Cushamen, cerca de 35 quilômetros a Noroeste da cidade de mesmo nome, foi resgatada por um helicóptero da Prefeitura Naval Argentina na operação que está sendo realizada nas áreas mais afetadas pela tempestade de neve em Chubut.

O grupo 4Wheeleros del Sur – grupo de veículos 4×4 – percorreu os quase 200 quilômetros entre Bariloche e Jacobacci para auxiliar pessoas em necessidade de diálise. Ao longo do caminho, havia mais de um metro de neve. Neste ano, o grupo ajuda as pessoas presas pela neve – a maior em dez anos na área – e trazem comida e pasto para os animais.

Anúncios