Anúncios

Base de pesquisa antártica Belgrano II da Argentina bateu recordes de temperatura mínima mais alta e de maior máxima | SMN/Divulgação

A estação polar da Argentina mais ao Sul na Antártida registrou um recorde de alta temperatura, informou o Serviço Meteorológico Nacional argentino. Conforme o SMN, foram dois dias seguidos de recordes. Na quinta, a temperatura atingiu 10,5ºC na base Belgrano II. Ontem, os termômetros apontaram 11,4ºC. O recorde anterior era de 10,1ºC em 21 de janeiro de 1999.

O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina informou ainda que a mínima em Belgrano II na sexta-feira de 0,9ºC foi a mais alta já observada na base antártica desde que se iniciaram as medições meteorológicas regulares na estação em 1980.


Dados dos 50 últimos anos mostram uma tendência de aquecimento da parte mais Norte da península antártica. De acordo com a Organização Meteorológica Mundial, 87% dos glaciares da parte Oeste da península diminuíram nos últimos 50 anos com retração acelerada na última década.

Recordes de temperatura alta no verão têm ocorrido nos últimos ano na região. A base de pesquisa argentina Esperanza, no extremo Norte da península Antártica, estabeleceu um novo recorde de temperatura de 18,4°C em 6 de fevereiro de 2020. O recorde anterior para a região da Antártida (continental, incluindo o continente e as ilhas vizinhas era de 17,5°C e registrado em 24 de março de 2015 em Esperanza. O recorde para a região da Antártida (gelo e terra ao Sul de 60ºS) é 19,8ºC, verificado na Ilha Signy em janeiro de 1982.

A Península Antártica (a ponta Noroeste do continente gelado próxima à América do Sul) está entre as regiões de aquecimento mais rápido do planeta com quase 3°C nos últimos 50 anos. A quantidade de gelo perdida anualmente do manto de gelo da Antártida aumentou pelo menos seis vezes entre 1979 e 2017.

A maior parte da perda de gelo ocorre pelo derretimento das plataformas de gelo por baixo, devido a incursões de água do oceano relativamente quente, especialmente no Oeste da Antártida e, em menor medida, ao longo da península e no Leste da Antártida.

Abrangendo 14 milhões de quilômetros quadrados (aproximadamente o dobro do tamanho da Austrália), a Antártida é fria, ventosa e seca. A temperatura média anual varia de cerca de −10°C na costa até −60°C nas partes mais altas do interior. Seu imenso manto de gelo tem até 4,8 quilômetros de espessura e contém 90% da água doce do mundo, o suficiente para elevar o nível do mar em cerca de 60 metros caso tudo derreta.

Anúncios