Anúncios

Espanha e França agora enfrentam grandes incêndios florestais após Turquia, Grécia, Itália e Argélia terem sido castigadas com grandes incêndios e dezenas de mortos no final de julho e na primeira quinzena deste mês. O fogo é consequência do calor extremo com ar muito seco que persiste sobre a Europa e o Norte da África.

Bombeiros combatem incêndio florestal entre Navalacruz e Riofrio, em Avila, na Espanha. | Cesar Manso/AFP/MetSul Meteorologia

Os incêndios na Espanha atingem principalmente a província central de Ávila, onde o fogo forçou a evacuação de centenas de pessoas. Além do calor extremo, os incêndios são alimentados por rajadas de vento que ultrapassam os 70 km/h. Os incêndios são combatidos por terra e com o auxílio de aeronaves.


A Espanha teve temperatura extremamente alta no fim de semana com recorde de calor no país, de acordo com a agência climática espanhola Aemet. Os termômetros no sábado indicaram 47,4ºC em Montoro (Córdoba), a mais alta máxima já observada oficialmente na rede de estações da agência meteorológica até hoje. A marca superou em 0,1ºC o registro da mesma estação em julho de 2017.

O calor foi descrito como “insano” durante a noite no fim de semana em algumas áreas da Espanha. Na localidade de Castellón de la Plana, a temperatura no meio da noite era de 42ºC em razão de um heat burst, uma súbita e acentuada elevação da temperatura. Tal valor está entre os mais altos já observados no período noturno em qualquer parte da Europa até hoje.

Todas as estações meteorológicas de Madrid tiveram no sábado os seus recordes absolutos de calor com máximas de 42,2ºC em Cuatro Vientos, 42,6ºC em Getafe e 42,7ºC em Barajas. Houve recordes absolutos ainda em outras cidades como Pamplona com 41,6ºC, Granada com 46,0ºC e Albacete com 43,3ºC.


Nesta terça-feira, o calor se faz sentir com absurda intensidade nas ilhas Canárias. As marcas no meio da última noite foram incrivelmente altas nos termômetros com a ilha de Las Palmas marcando 41,6ºC.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

No Norte da África, o serviço meteorológico do Marrocos confirmou que a temperatura máxima de 49,3ºC ontem em Taorudant foi a mais alta até hoje medida por equipamentos confiáveis no país no mês de agosto. Isso após o Marrocos ter igualado o seu recorde nacional de temperatura máxima de 49,6ºC no mês de julho.

Anúncios