Pisos e calçadas molhados, folhas do outono no chão e umidade relativa do ar acima de 95% neste domingo de fim de maio em Porto Alegre | METSUL METEOROLOGIA

São vários dias seguidos com elevada umidade ou chuva no Rio Grande do Sul. Mesmo naqueles períodos sem chuva a umidade relativa do ar tem estado muito alta. Muitos questionam quando o tempo vai abrir e secar porque há roupas para secar e é preciso abrir a casa para arejar depois de tantas jornadas muito úmidas.

Em Porto Alegre, na estação do Leste da cidade, a última vez em que a umidade relativa do ar esteve abaixo de 90% foi às 16h de ontem (28). Na estação, situada no bairro Jardim Botânico, os índices de umidade estão acima de 80% desde o final da quarta-feira (25) sem um registro horário sequer de 79% ou menos no período.

A capital gaúcha completará, assim, cerca de 100 horas seguidas com índices de umidade acima de 80% e que em alguns momentos atingem marcas de 97%. Nas últimas 24 horas, entre as 12h do sábado e 12h deste domingo, a umidade no bairro Jardim Botânico permaneceu quase todo o tempo variando entre 95% e 97%.


Umidade relativa do ar ao meio-dia deste domingo no Brasil | METSUL METEOROLOGIA

Este domingo ainda é de céu encoberto, chuva e garoa em muitos municípios gaúchos por conta de uma frente fria que avança pelo Sul do Brasil com instabilidade, chuva e temporais isolados de vento e granizo, mas já hoje o tempo começa a melhorar em parte do estado gaúcho com o ingresso de uma massa de ar seco e frio de alta pressão atmosférica.

O sol já brilha no Chuí e em Santa Vitória do Palmar e da tarde para a noite o tempo abre em diversos pontos do Oeste e do Sul gaúcho enquanto a Metade Norte do Rio Grande do Sul vai seguir com abundante cobertura de nebulosidade e chuva ou garoa em diversos pontos, podendo chover forte em municípios junto à divisa com Santa Catarina.

A instabilidade se afastas com o deslocamento da frente fria para o Norte e a nebulosidade entra em diminuição no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira. O sol que já retornou no domingo em pontos do Oeste e do Sul gaúcho aparece em todo o Estado nesta segunda-feira à medida que uma massa de ar seco e frio associada a um centro de alta pressão na Argentina cobre o Estado. Com isso, a umidade diminui e a atmosfera estará mais seca com baixa temperatura e máximas baixas à tarde.


Na terça-feira, o sol aparece novamente em todo o Rio Grande do Sul, embora a presença de n nuvens em algumas regiões, entretanto em diversos pontos do estado gaúcho a terça registrará amplos períodos de céu claro. O tempo mais aberto e o perfil seco da atmosfera favorecerão um significativo resfriamento noturno com uma madrugada muito fria em que as mínimas vão ficar abaixo de 5ºC na maioria dos municípios gaúchos, o que vai trazer formação de geada nas primeiras horas do dia em diversas localidades.

A trégua da umidade, entretanto, vai ser curta. A quarta-feira começa com tempo aberto e seco em diversos pontos do território gaúcho, mas entre a madrugada e de manhã a nebulosidade vai aumentar muito e o céu passar a encoberto em diversas regiões, uma vez que a instabilidade retrocede de Santa Catarina e do Paraná para o Rio Grande do Sul. Por isso, a chuva retorna em pontos do Norte e do Nordeste gaúcho perto de Santa Catarina.

Na quinta, embora o sol aparece com nuvens em pontos do Oeste e do Sul do Estado, muitas nuvens e chuva são previstas para cidades do Norte e do Nordeste do Rio Grande do Sul. Não se descarta instabilidade, por exemplo, em Porto Alegre e região metropolitana, mas fraca. Onde é maior o potencial de chuva na quinta é na Serra, Aparados e no Litoral Norte.