Anúncios

Paulo Pinto

A cidade de São Paulo vem de uma sequência de dias de tempo seco, sol, umidade relativa do ar baixa, noites frias e tardes mais quentes. Agora neste virada do mês devem ser esperadas mais nuvens com possibilidade de névoa ou nevoeiro, não se descartando até alguma precipitação fraca em pontos da região devido à umidade que vem do oceano e encontra a região da Serra do Mar, gerando nuvens capazes de provocar chuva e garoa. A temperatura estará agradável.


A primeira quinzena de setembro deve seguir com o padrão atmosférico recente de chuva escassa na cidade de São Paulo. Modelos numéricos analisados pela MetSul, em geral, apontam que a capital paulista deve ter uma primeira metade de setembro com pouco ou quase nada de chuva. A temperatura deve manter na maioria dos dias o comportamento de noites um pouco frias e tardes agradáveis a quentes. Na segunda semana de setembro existe a possibilidade de incursão de ar mais quente no Sudeste do Brasil que poderia trazer tardes de forte calor para a maior metrópole brasileira.


Já no interior do estado de São Paulo, a tendência é parecida com a da capital. Predomínio do tempo seco com tardes quentes. As simulações analisadas pela MetSul mostram para a segunda semana de setembro ar por demais quente cobrindo o interior de São Paulo com tardes de intenso calor e escaldantes em que as máximas devem superar com facilidade os 35ºC em algumas cidades. Neste período, os índices de risco de fogo em vegetação com queimadas devem se tornar críticos no território paulista.

Anúncios