Anúncios

Grande parte de agosto teve muito frio e chuva com baixos volumes no Estado, mas nos dois últimos dias do mês e no primeiro dia de setembro um evento de precipitação com altíssimos volumes trouxe acumulados de 100 mm a 150 mm para a maioria das regiões do Estado com marcas acima de 200 mm em pontos do Sul gaúcho. Assim, em somente três dias choveu mais do que a média de agosto. Esses eventos de chuva excessiva vão se repetir agora na primavera.

Passado esse episódio de chuva excessiva do começo de setembro, o tempo seco vai predominar no Rio Grande do Sul no restante desta primeira quinzena de setembro. Na segunda metade do mês a frequência de chuva tende a voltar a aumentar no Estado, mas não necessariamente com volumes tão elevados como os dos últimos dias.


O risco é alto de novos episódios de chuva volumosa principalmente no último trimestre do ano, em especial nos meses de outubro e novembro. O mapa acima traz a projeção de probabilidade de chuva acima, normal ou abaixo da média durante o trimestre de setembro a novembro a partir de uma média de previsões de vinte modelos climáticos, de acordo com a universidade de Columbia (EUA).


Observa-se no mapa a tendência de que no trimestre a chuva fique próxima ou acima do normal no Rio Grande do Sul com uma probabilidade mais alta de que a precipitação fique acima dos padrões históricos no Oeste e no Sul do Estado.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios