Anúncios

O restante da semana terá instabilidade no Sul do Brasil, especialmente concentrada em Santa Catarina e no Paraná com chuva na maior parte dos territórios catarinense e paranaense, especialmente entre amanhã e sábado. Os volumes de chuva em partes do estado do Paraná, principalmente mais a Leste, podem ser localmente elevados com marcas perto ou acima de 50 mm. Curitiba vai estar entre as áreas beneficiadas pela chuva. Hoje já pode chover em pontos do Paraná e de Santa Catarina, mas isoladamente.

No Centro-Oeste do Brasil, a maior parte da região vai seguir com tempo seco e o calor muito intenso a extremo no curto prazo e apenas com chuva localizada, como que caiu ontem em Campo Grande (MS). Nos próximos dias, contudo, se espera instabilidade isolada e o retorno da chuva para um maior número de áreas, incluindo o Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, o Distrito Federal e Goiás. Como as instabilidade localizadas vão ocorrer numa atmosfera muito aquecida, há risco de temporais isolados fortes a severos de vento e granizo.


Chuva também é esperada nesta segunda metade da semana no Sudeste do Brasil. As instabilidades vão afetar mais o Leste da região, especialmente pontos perto do litoral, o que inclui as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro, além do Leste de Minas. Há o risco de chuva localmente forte com altos volumes em pontos do litoral do Sudeste. Já mais a Oeste, o tempo seco quente predomina, caso do Triângulo Mineiro, onde qualquer instabilidade será localizada e passageira nos próximos dias.


O mapa acima mostra a projeção de chuva para cinco dias do modelo Icon do serviço meteorológico alemão e está disponível para o assinante da MetSul na seção de mapas com quatro atualizações diárias.

Anúncios