Anúncios

A tendência de chuva para os próximos sete dias é de que o canal primário de umidade da América do Sul esteja ainda concentrado no Brasil Central após um evento de ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul), o que fará com que a chuva seja novamente mais abundante no Centro-Oeste e no Sudeste do país, apesar de muito variável em volumes de um ponto para o outro. 

Os volumes de chuva nos próximos sete serão outra vez mais elevados em Minas Gerais e no estado do Rio de Janeiro com acumulados acima de 100 mm em muitos pontos e temporais localizados da tarde para a noite que trazem volumes muito altos em curto período com alagamentos. 

Em São Paulo, a chuva é mal distribuída e isoladamente volumosa acompanhando temporais. Grande parte da chuva prevista para o estado de São Paulo nos próximos sete dias vai ocorrer no começo da semana que vem, apesar de chover todos os dias irregularmente no território paulista. 

No Sul do Brasil, a chuva tende a ser mais volumosa no Paraná pela maior proximidade do canal de umidade e, assim como em São Paulo, a maior parte da chuva no período ocorrerá no começo da semana que vem, induzida pelo ingresso de ar mais frio no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No Rio Grande do Sul, pancadas de chuva – localmente fortes a intensas e com temporais – são esperadas no fim de semana, mas a distribuição da chuva será irregular,

O mapa acima do modelo Icon do serviço meteorológico alemão, disponível ao assinante na seção de mapas com quatro atualizações diárias, mostra os volumes de chuva no Centro-Sul do Brasil até quinta-feira da próxima semana.

Anúncios