Anúncios

Previsão do tempo para Porto Alegre é de sol até parte da sexta-feira, mas entre sexta e sábado o tempo muda com chuva por uma frente fria | Fernando Oliveira

Previsão do tempo da MetSul indica que a semana vai terminar com chuva no Rio Grande do Sul, mas a maioria dos dias será de tempo seco, firme e aberto com sol devido a uma massa de ar frio.

Com efeito, um ciclone extratropical atua no Oceano Atlântico e impulsiona ar seco e frio para o Sul do Brasil neste começo de semana. Por isso, a nebulosidade que predominou durante o fim de semana na maioria das regiões gaúchas durante o fim de semana começa a diminuir e o sol aparece em todo o Estado ao longo desta segunda-feira. O vento, por sua vez, também começa a perder força com o gradual afastamento do ciclone, apesar de rajadas esporádicas ainda soprarem no Leste gaúcho.


Entre a terça e a quinta-feira o sol predomina no território gaúcho com o domínio do ar seco. Nuvens altas e médias até podem aparecer, entretanto a condição predominante será o tempo firme e ensolarado. Com o tempo mais aberto e o ar mais seco, as madrugadas serão frias com chance de geada em baixadas das áreas de maior altitude do Rio Grande do Sul. Nesse sentido, as madrugadas desta terça e da quarta devem ser as mais frias no Estado.


A previsão do tempo indica que o tempo vai mudar no Rio Grande do Sul entre sexta-feira e o sábado. Será quando uma frente fria vai avançar pelo Estado, trazendo aumento de nebulosidade e chuva para a esmagadora maioria das cidades gaúchas. Os dados hoje dos modelos numéricos indicam que os maiores volumes de precipitação uma vez mais tendem a se concentrar na Metade Norte do Estado, inclusive com acumulados acima de 50 mm entre sexta e sábado em alguns municípios. Já no Sul gaúcho, a precipitação do final da semana seria bem menor em volumes.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Esta frente fria do final da semana precederá uma nova massa de ar polar que vai trazer mais frio no final do mês de maio e no começo de junho com mínimas muito baixas e a perspectiva de formação de geada na maioria das regiões gaúchas. Esta massa de ar frio pode ser a mais forte a alcançar o Brasil até agora neste ano.

Anúncios