Anúncios

Tempo aberto não será uma condição que predominará neste feriadão | Gabriel Zaparolli/Arquivo

Que ninguém espere um feriadão de Carnaval de muito sol o tempo todo e atmosfera seca com tempo firme porque a realidade será bem diferente. Uma massa de ar quente e úmida de origem tropical vai influenciar quase todo o feriadão, trazendo instabilidade.

O que se vu ao longo desta semana com sol, nuvens e chuva irregular vai predominar durante o feriadão.  O sol aparece com nuvens, mas ocorrem períodos de maior cobertura de nebulosidade e céu encoberto. As horas de sol garantem aquecimento com calor e sensação de abafamento, mas a atmosfera se instabiliza com a elevação da temperatura. Em alguns locais já chove durante a manhã, mas a maioria dos pontos tem chuva é da tarde para a noite.

Este é o cenário que se espera até terça-feira com sol, momentos de muitas nuvens e períodos de chuva. No final da segunda e na terça, uma frente fria passa pelo Estado e vai manter a instabilidade, mas já na terça o tempo fica seco em parte do território gaúcho no decorrer do dia, sobretudo a Metade Oeste. Na Quarta-Feira de Cinzas, o sol predomina no Rio Grande do Sul e apenas pontos isolados do Leste, mais próximos da costa, devem ter instabilidade passageira.

Sábado

Domingo

Segunda

Terça

Quarta

Os mapas acima mostram a projeção de chuva dia a dia para todo o feriadão, de acordo com o modelo da agência meteorológica do Canadá. Estes e outros modelos podem ser acessados na seção de mapas pelo assinante da MetSul.

Temperatura

Com um quadro de freqüente instabilidade e alta umidade, as mínimas serão altas durante o feriadão com noites mais quentes e abafadas. Já as pancadas de chuva, que vão marcar o feriadão, impedem calor muito intenso. Como ocorrem cedo em muitas cidades, vários municípios devem ficar abaixo dos 30ºC na maioria dos dias. O domingo, segundo dados de modelos, poderia ser o dia mais quente do feriadão.

Alerta

A MetSul adverte que o cenário atmosférico durante o feriadão será propício para eventos de chuva forte a torrencial com altos acumulados de precipitação em curto período, mas em pontos isolados.

Não é uma condição que se antecipe de forma geral. Nuvens de maior desenvolvimento vertical se formam com o aquecimento e em pontos localizados despejam grande quantidade de água em curto intervalo, gerando inundações repentinas e alagamentos. Por isso, áreas de cachoeiras e de trilhas como dos Aparados da Serra não são recomendáveis.

Estas pancadas de chuva podem vir acompanhadas isoladamente de temporais localizados em que não se descarta a possibilidade de vendaval e/ou queda de granizo. Os modelos analisados pela MetSul sugerem um alto risco de temporais isolados até segunda-feira com chance de tempestades severas e com potencial de danos em setores muito isolados, mas que não podem ser previstos muito antecipadamente.

Anúncios