Anúncios

Uma frente fria vai finalmente romper o bloqueio atmosférico e promover uma grande virada do tempo hoje e nos próximos dias no Sul, Centro-Oeste e o Sudeste do Brasil.

SUL

Uma frente fria avança pelo território gaúcho nesta terça-feira (11) e causa mudança brusca no tempo e na temperatura. O vento frio passa a ingressar do quadrante Sul com fortes rajadas e a  temperatura despenca com previsão de uma tarde e noite de sensação de frio na maioria das áreas.  Não se afasta ocorrência de temporais muito isolados, sobretudo com previsão de chuva irregular e mal distribuída pelo Estado. Na parte Norte do Estado, os modelos indicam baixo potencial de chuva. 

Segundo dados registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, nos primeiros 10 dias de agosto foram registrados 785 focos de incêndio no Estado enquanto que a média mensal é de 853 focos. Com o retorno da instabilidade e do frio o potencial para novos incêndios diminuirá bastante.

No Paraná e em Santa Catarina,  o tempo segue seco com predomínio de  sol. No  Paraná a tarde será quente com marcas ao redor de 30°C no Oeste e Noroeste. Em Santa Catarina a temperatura declina com fortes rajadas de vento em algumas regiões.

Atenção – Na quarta-feira, a chuva se intensifica na Metade Norte do Rio Grande do Sul e atinge também boa parte do Meio-Oeste de Santa Catarina, além do Sul, Centro e Oeste do Paraná. Modelos projetam mais de 50 mm na Metade Norte do estado gaúcho. Há risco de temporais isolados, com previsão de raios e rajadas moderadas a fortes, além da possibilidade de granizo isolado. A temperatura estará mais baixa no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. No Paraná segue quente na maioria das localidades.

Na quinta-feira, a chuva atinge boa parte de Santa Catarina e ainda algumas regiões do Rio Grande do Sul. Modelos indicam potencial para chuva forte com volumes ao redor de 50 mm em Santa Catarina e também no Sul do Paraná. Em grande parte do Paraná pode chover a qualquer hora com previsão de uma quinta-feira de muitas nuvens e umidade. Na sexta, previsão de chuva forte entre o Norte de Santa Catarina  e Sul do Paraná. 

SUDESTE

O predomínio do ar seco favoreceu um amanhecer frio na segunda-feira em áreas serranas. Em Monte Verde (MG), a mínima foi de 3,2°C, em Caldas (MG) fez 4,5°C e em Campos do Jordão (SP) fez 6,2°C.  

Nesta terça-feira, esse padrão se mantém na região e o ar seco favorece a queda na temperatura na madrugada, sobretudo, nos trechos da Serra do Mantiqueira, onde há previsão de frio nas noites, manhãs e madrugadas. Durante a tarde esquenta com previsão de máximas entre 28 e 30°C no interior. Entre o Nordeste de Minas Gerais, especialmente entre o Vale do Mucuri e o Jequitinhonha tem previsão de céu nublado com possibilidade de pancadas esparsas de chuva, em geral com fraca intensidade. 

Na quarta, o tempo será seco em boa parte dos estados do Sudeste, contudo o Norte de Minas Gerais e parte do Jequitinhonha, bem como o Litoral e Vale do Ribeira em São Paulo terão umidade, aumento de nuvens e chuva esparsa. Entre a quinta e a sexta-feira ainda ocorrem períodos de nuvens entre o Norte e Nordeste de Minas Gerais, com baixo potencial de chuva. No estado de São Paulo, as nuvens aumentam em toda a faixa Sul de divisa com o Paraná e pode ocorrer chuva passageira. 

A temperatura sobe bastante com previsão de calor durante as tardes com máximas acima de 33°C entre o Oeste de São Paulo e o Triângulo Mineiro. No sábado, o tempo segue instável em toda a faixa Sul do Estado de São Paulo com potencial de pancadas de chuva de baixos acumulados. No Nordeste de Minas Gerais, especialmente na divisa com o sul da Bahia o tempo fica úmido com nuvens e pode chover fraco e isolado.

CENTRO-OESTE

A massa de ar seco continua a comandar as condições do tempo entre o Mato Grosso e o estado de Goiás. Diante disso, a expectativa é de dias ensolarados com tardes quentes com baixa umidade relativa do ar o que mantém o alerta para o risco extremo de queimadas na região. No Distrito Federal, a secura segue com manutenção do tempo firme típico de inverno na Capital Federal. 

No Mato Grosso do Sul a semana poderá ter mudanças significativas do tempo, contudo essa mudança não irá afetar todo o Estado.  Entre a quarta e a sexta-feira, uma frente fria que avança pelo Sul do país favorece o aumento de nuvens no Sul do Mato Grosso do Sul e até não se afasta chuva passageira nos arredores de Sete Quedas e Japorã. No fim de semana, os modelos indicam um sábado de aumento de nuvens do Centro para o Sul do Mato Grosso do Sul com pancadas de chuva. No domingo, há risco de chuva moderada a forte com temporais do Centro para o Sul do estado com volumes altos de 50 a 75 mm em poucas horas. 

A precipitação média mensal em agosto oscila entre 15 e 51 mm em todo o Mato Grosso do Sul, logo no fim de semana há potencial de chover em poucas horas mais que o normal para um mês inteiro em alguns municípios. No Norte do Mato Grosso do Sul, as nuvens até aumentam, porém é baixo  potencial de chuva.

Anúncios