Anúncios

Roberto Parizotti/Fotos Públicas

A notícia não poderia ser melhor diante de uma onda de calor extraordinária, queimadas e uma seca forte a severa em muitas áreas: chuva. O avanço de uma frente fria pelo Sul do Brasil traz chuva entre o Norte do Rio Grande do Sul e o Paraná. E tem chuva ainda pelo aumento da umidade no Centro-Oeste e no Sudeste do Brasil, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro. Para muitos uma chuva abençoada para dar bom dia nesta quinta-feira.

Temporais isolados de vento e granizo atingiram desde a tarde de ontem os estados de Santa Catarina e o Paraná, e a instabilidade nesta quinta-feira já está sobre São Paulo e o Rio de Janeiro com chuva nas cidades de São Paulo e do Rio. Ao mesmos tempo, novas áreas de instabilidade se formam no Sul do Brasil com tendência de progredir depois em direção ao estado de São Paulo.

Chove nesta quinta-feira em muitos pontos de Santa Catarina e de São Paulo, o que vai se repetir ao longo da sexta-feira. Os volumes de chuva em partes do estado do Paraná e catarinense, principalmente mais a Leste, podem ser localmente elevados com marcas perto ou acima de 50 mm. Curitiba, que enfrenta uma crise hídrica com racionamento de água, vai estar entre as áreas beneficiadas pela chuva.

No estado de São Paulo, chove mais no Sul e no Leste paulista, o que inclui a Capital. A interação entre instabilidade com ar quente traz o risco de temporais isolados de vento e granizo em Santa Catarina, Paraná e no Sudeste do Brasil. A chuva alcançará na soma de hoje e dos próximos dias diversos pontos do estado de Minas Gerais.

O mapa acima traz a projeção de chuva para 72 horas do modelo WRF com a soma de precipitação até 21h de sábado. O modelo, que está disponível ao assinante na seção de mapas com duas atualizações diárias, mostra a tendência de chuva com volumes muito razoáveis no Leste de Santa Catarina e do Paraná.

 

O mapa que você vê acima mostra a projeção do modelo meteorológico alemão Icon com a soma da chuva prevista pela simulação para hoje, amanhã e sábado. Está também disponível ao assinante na seção de mapas com quatro atualizações diárias. Observa-se a tendência de chuva em muitas áreas entre o Norte gaúcho e o Paraná com acumulados altos em parte de Santa Catarina e do Paraná. Vê-se também a tendência de chuva em diversos pontos do Sudeste do Brasil com os maiores acumulados, que podem superar o indicado pelo modelo, no Leste de São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Centro-Oeste do Brasil, a chuva será muito irregular entre hoje e sábado, entretanto deve alcançar maior número de cidades que nos últimos dias. Espera-se instabilidade isolada e o retorno da chuva para mais áreas do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, o Distrito Federal e Goiás. Como as instabilidade localizadas vão ocorrer numa atmosfera muito aquecida, há risco de temporais isolados fortes a severos de vento e granizo.

Anúncios