Anúncios

A previsão de chuva para os próximos sete dias indica precipitação em grande parte do Centro-Sul do país, mas na maioria dos locais os volumes não devem ser significativos. Espera-se chuva no Sul, em parte do Centro-Oeste e na maior parte do Sudeste do Brasil no período.


O mapa acima mostra a projeção de chuva do modelo meteorológico alemão Icon para os próximos sete dias em que se observa a tendência de chover na maioria dos municípios do Centro-Sul do país no período. O modelo está disponível ao assinante na seção de mapas com quatro atualizações diárias.

Os maiores acumulados neste período de sete dias são projetados para o Espírito Santo, em particular na faixa costeira. Por outro lado, o tempo permaneceria seco na maior parte do estado do Mato Grosso, em Goiás e em áreas de Minas Gerais como o Triângulo Mineiro, na região de Uberlândia.

Neste sábado (28), a previsão de chuva indica precipitação em vários pontos dos estados do Paranã, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro. Pode, inclusive, chover moderado a forte em alguns municípios do Sul e do Leste de São Paulo. Deve ser o dia mais chuvoso em várias semanas na capital paulista. A chuva alcança ainda áreas de Santa Catarina, principalmente do Nordeste catarinense, e até de forma muito isolada algumas cidades da Metade Norte gaúcha.

No domingo (29), o cenário é semelhante com chuva prevista para pontos em especial dos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro, mas com menores volumes e em menos locais que neste sábado. As precipitações tendem a ser mais irregulares na distribuição. Santa Catarina e o Norte gaúcho ainda podem registrar instabilidade muito localizada, exceção do Nordeste catarinense que tem potencial maior de chuva.

Na segunda (30), o tempo firme predomina no Rio Grande do Sul e na maior parte dos estados do Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e de São Paulo. A instabilidade estará associada à circulação de umidade de um centro de alta pressão no oceano, o que fará com que a chuva atinja mais pontos próximos da costa em Santa Catarina, no Paraná e em São Paulo. No Rio de Janeiro e Espírito Santo, chove em muitos locais na segunda.

Na terça (31), o cenário é muito semelhante ao da véspera com a chuva concentrada em cidades próximas da costa e do litoral entre Santa Catarina e o Espírito Santo. Pode chover de forma isolada em Minas Gerais e mais em municípios do Sul e do Leste mineiro que estão situados perto do Rio de Janeiro, Espírito Santo e do Sul da Bahia. Os três estados do Sul e o Mato Grosso do Sul terão o predomínio do tempo firme com sol.

Na quarta (1/9), o tempo seco predomina no Sul do Brasil. A circulação de umidade que vem do mar ainda pode gerar instabilidade passageira em pontos perto da costa no Leste do Paraná e no Nordeste catarinense. No final do dia, não se descarta chuva no Oeste e no Sul gaúcho pela chegada de uma frente fria. O tempo seco predomina no Mato Grosso do Sul e na maior parte do estado de São Paulo. O Sul e o Leste mineiro seguem sujeitos à instabilidade e onde mais deve chover é no Espírito Santo.


Na quinta (2), tempo firme com sol em Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Chove ainda em pontos do Leste mineiro e do Espírito Santo. No Rio de Janeiro, seco no Litoral Sul e chance de instabilidade na região dos lagos. A Metade Oeste de Minas, incluindo o Triângulo, seguem com tempo firme e seco. No Rio Grande do Sul, uma frente fria avança e traz chuva para todas as regiões.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Na sexta (3), a frente fria traz chuva na Metade Norte do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Sul do Paraná. Quase todo o Sudeste do Brasil terá tempo firme e seco com sol, entretanto pode chover de forma muito isolada no Leste de Minas Gerais e no Sul de São Paulo.

Anúncios