Anúncios

Fernando Frazão/Agência Brasil

A Região Sudeste do Brasil teve muita chuva em janeiro, fevereiro e no começo de março com tragédias provocadas por inundações e deslizamentos de terra, entretanto no final deste mês de março os acumulados de precipitação devem ser baixos na maior parte da região que concentra as cidades mais populosas do país.


O mapa acima mostra a projeção de chuva para esta semana no Centro-Sul do Brasil do modelo alemão Icon em que se observa a tendência de pouca chuva na maior parte do Sudeste do Brasil. Áreas costeiras devem ter períodos de instabilidade como consequência do fluxo de umidade que vem do mar, efeito da circulação de um centro de alta pressão, e que ao encontrar o relevo da Serra do Mar acaba gerando precipitação. 

 


Anúncios