Anúncios

A instabilidade associada à depressão atmosférica Bárbara começou a perder força nesta quarta-feira em Portugal depois de dois dias de muita chuva e vento com força destrutiva em algumas regiões portuguesas. 


De acordo com o último balanço divulgado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil foram 1041 ocorrências relacionadas ao mau tempo nos últimos dois dias. 

Setúbal foi o distrito mais afetado, seguido de Lisboa e de Portalegre. As ocorrências foram, em grande parte, inundações por causa da chuva intensa e volumosa, assim como quedas de árvores e de estruturas devido ao vento forte. Não há informações sobre vítimas ou infraestruturas danificadas com severidade.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A passagem da depressão Bárbara por Portugal continental trouxe chuva forte, vento com rajadas de 100 km/h a 130 km/h nas chamadas terras altas e ainda agitação marítima na costa, em especial na parte sul de Portugal.

Anúncios