Anúncios

Porto Alegre teve ontem (5/2/2014) o dia mais quente dos últimos 56 anos, conforme os registros oficiais. A temperatura máxima observada na estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia, no bairro Jardim Botânico, que é usada como referência climatológica oficial para a Capital, foi de 39,9ºC. A máxima somente foi conhecida na madrugada desta quinta-feira, a partir do dado do boletim SYNOP da 0Z (22h), já que a temperatura subiu após a leitura que é feita por padronização internacional às 18Z (16h na hora de verão) da quarta e que tinha indicado uma máxima provisória de 39,3ºC.




Cena insólita em Porto Alegre – A sempre tomada de gente Rua da Praia com poucas pessoas e caminhando apenas à sombra

A marca da quarta-feira é histórica em vários sentidos, conforme pesquisa histórica realizada pela MetSul Meteorologia. Primeiro, é a máxima oficial mais alta na cidade desde os 40,3ºC de 14 de fevereiro de 1958. Segundo, é a quinta temperatura mais alta já registrada até hoje na Capital oficialmente, já que em só quatro oportunidades a máxima atingiu 40ºC ou mais: 40,4ºC em 17 de fevereiro de 1929, 40,7ºC em 1 de janeiro de 1943, 40,0ºC em 2 de janeiro de 1949 e 40,3ºC em 14 de fevereiro de 1958. Terceiro, foi a temperatura mais alta já anotada no Jardim Botânico desde que as medições tiveram início no local em meados da década de 70 pelo Instituto Nacional de Meteorologia, batendo os 39,8ºC de 25 de dezembro de 2012. Antes, segundo as pesquisas históricas da MetSul, Porto Alegre teve estações meteorológicas na Praça da Matriz (breve período que foi descontinuado no século XIX), e na Faculdade de Engenharia e na Redenção nas medições contínuas entre 1910 e a década de 70. A MetSul Meteorologia alerta que nesta quinta-feira (6) e nos próximos dias a temperatura seguirá extremamente alta e ao redor de 40ºC na estação oficial do Inmet e que já hoje a máxima poderá superar a marca de ontem de 39,9ºC, o que seria o primeiro registro de 40ºC na era da estação meteorológica do Jardim Botânico e o apenas o quinto em toda a longa série climatológica oficial de Porto Alegre iniciada no distante ano de 1910.   

Anúncios