Anúncios

Presidente dos Estados Unidos Joe Biden fala sobre os preparativos que estão sendo feitos pela agência FEMA para o furacão Ida no Eisenhower Executive Office Building em Washington | Joshua Roberts/Getty Images North America/AFP/MetSul Meteorologia

As autoridades norte-americanas fazem avisos repetidos sobre a extrema gravidade do devastador furacão Ida que vai alcançar o Sul dos Estados Unidos entre este domingo e a segunda-feira, tocando terra na Louisiana com vento de 250 km/h e rajadas superiores, elevação da maré e chuva extrema.

“Se você estiver sob qualquer ordem de evacuação e puder, por favor, saia! Áreas podem ficar inabitáveis ​​por semanas. Falta generalizada de energia em nossa área é uma certeza. Os preparativos precisam ser concluídos até hoje à noite. Ida será um furacão perigoso com impactos catastróficos”.

O alerta foi publicado na conta da rede social Twitter pelo escritório de Nova Orleans do Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos. Já o Centro Nacional de Furacões alertou sobre “inundação com alto risco de vida” devido à forte subida do mar na costa e ainda “danos potencialmente catastróficos pelo vento” nas áreas próximas do ponto em que o furacão ingressar em terra. Nova Orleans foi colocada sob um alerta de furacão.

Ida, que chega no auge da temporada de furacões, de acordo com a última projeção do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, deve alcançar a costa Sul de Nova Orleans como um furacão devastador de categoria 4 na escala Saffir-Simpson que vai até 5, com ventos destrutivos de 250 km/h, chuvas torrenciais com volumes extremos e elevação da maré de até cinco metros na faixa costeira.

A ideia de retirar toda a população da cidade foi abandonada porque não há tempo suficiente para promover uma evacuação maciça, que é o plano de contingência para uma tempestade de categoria 4. “O furacão Ida representa uma ameaça dramática para o povo de Nova Orleans. O tempo não está do nosso lado”, alertou a prefeitura

Os pacientes em hospitais estão entre as maiores preocupações das autoridades. Em 2005, quando do furacão Katrina, muitos foram transferidos para outros estados. Desta vez, não é possível. Os hospitais estão lotados em outras áreas pelo avanço da variante Delta nos Estados Unidos e não têm condições de receber os pacientes da Louisiana.

Em uma rápida manifestação à imprensa, o presidente dos Estados Unidos Joe Biden pediu neste sábado para que os cidadãos dos estados que o furacão Ida deve atingir a partir deste domingo estejam em alerta e preparados. “O furacão está chegando com uma força muito grande”, declarou o mandatário da Casa Branca.


O presidente informou ainda que havia falado com os governadores da Louisiana, Alabama e Mississippi “para perguntar o que eles precisam de nós” antes que a tempestade chegue. A administração Biden acionou 500 funcionários da agência federal de emergências no Texas e Louisiana.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A Casa Branca também já deslocou “alimentos, água, geradores e outros suprimentos na área”, disse Biden, acrescentando que “equipes de restauração de energia e suporte de comunicações móveis também estão a caminho”.

Anúncios