Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para o alto risco de tempo severo no Rio Grande do Sul neste fim de semana e no começo da próxima semana. O ingresso de ar quente e úmido com queda acentuada da pressão atmosférica trará cenário propício ao registro de chuva intensa e temporais, alguns fortes, de vento e granizo. As tempestades devem ser mais isoladas no sábado e no domingo, afetando mais as Metades Oeste e Norte. Na segunda, quando centro de baixa pressão atipicamente profundo atuará no Estado, a chuva deve ser forte com temporais na maioria das regiões. Chamamos atenção que durante a segunda-feira algumas tempestades podem ser severas a localmente destrutivas com possibilidade alta de danos por vento e granizo. Será um dia de condições meteorológicas muito preocupantes com queda enorme da pressão atmosférica.



Projeção de pressão atmosférica em superfície para madrugada e manhã de terça-feira


Projeção de cobertura de nuvens para a tarde de terça-feira do modelo GFS indicando centro do ciclone mais ao Sul que o modelo anterior

Modelos indicam que no final da segunda e no decorrer da terça-feira o centro de baixa a Sudeste do Chuí dará lugar a ciclone extratropical intenso, com pressão de 981 hPa. A pressão atmosférica corrigida ao nível do mar no Estado deve cair a valores baixíssimos, inferiores a 1000 hPa e que no Sul gaúcho podem chegar a raros de se observar 990 hPa ou menos na terça. O vento ganha força e pode soprar com rajadas muito fortes, acima de 100 km/h no Leste gaúcho, sobretudo na terça, o que pode acarretar danos e problemas para a rede de energia elétrica. No vizinho Uruguai, o vento deverá se intensificar muito entre segunda-feira e terça, devendo ser mais intenso na terça com rajadas acima de 100 km/h, com potencial de danos.

A chuva deve ser volumosa em parte do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina durante os próximos dias. Conforme a maioria dos modelos analisados pela MetSul, os maiores volumes devem se concentrar no Noroeste e no Norte gaúcho assim como no Meio-Oeste e Oeste catarinense, mas não se pode afastar o risco de volumes localmente elevados em outras áreas dos dois estados assim como em parte do Paraná, especialmente no Oeste e no Sudoeste paranaense.


Projeção de chuva do modelo americano GFS para os próximos cinco dias

Preocupa que este episódio de chuva forte e temporais dos próximos dias possa não ser o único. Modelos sugerem que no final da próxima semana, principalmente entre os dias 27 e 28, poderia se dar novo evento de chuva forte a intensa e tempestades no Sul do Brasil. Olhando ainda mais para a frente, há simulações sugerindo novo evento de chuva forte no começo de novembro, o que já tem menor margem de confiabilidade de previsão. É fato, contudo, que estes últimos dez dias de outubro tendem a ser marcados em parte por uma condição de enorme instabilidade com alto potencial de altos volumes de chuva. Alerta-se desde já para o risco de cheias dos rios.



Projeção de chuva do modelo americano GFS para os próximos dez dias

Com chuva intensa projetada para o Noroeste gaúcho e o Oeste de Santa Catarina nos próximos dias, o Rio Uruguai exigirá atenção. Se algumas das projeções de chuva para o Sul do Brasil para os próximos 10/15 dias vierem a se confirmar, e tanto o modelo americano como o europeu sugerem volumes elevados a extremos, o risco de cheias e enchentes passa a afetar várias bacias de rios do Sul do país, especialmente aqueles com cursos ou áreas de nascentes na Metade Norte do Rio Grande do Sul. A MetSul Meteorologia informará detalhadamente sobre estes riscos em seus boletins diários, que vão ao ar a todos momentos nas rádios, e nos nossos espaços de mídia impressa.

Anúncios