Anúncios

Nevou em pleno dia de Natal em Ushuaia, província da Terra do Fogo, no Extremo Sul do continente, mas a tônica do dia 25 de dezembro na Argentina foi o calor em níveis extremos. A máxima no país vizinho chegou a impressionantes 45,5ºC na estação meteorológica do aeroporto de Chamical, província de La Rioja. Fez ainda 45ºC em Santiago del Estero. Outras marcas extremas na Argentina foram 43ºC em Villa Maria del Rio Seco, 42ºC em La Rioja,  41,5ºC em Catamarca e Villa Dolores, 41,4ºC em Ceres, 41ºC em Las Lomitas, e 40,5ºC em Tucumán e Rio Cuarto. Já na capital Buenos Aires, a máxima oficial foi de 38,1ºC. A mínima de 27,2ºC foi uma das três mais altas já anotadas em dezembro e a mais alta para o mês em mais de 40 anos. O calor extremo foi responsável por agravar ainda mais os cortes de energia, levando a mais protestos de rua na capital argentina e Grande Buenos Aires. Alguns moradores de Buenos Aires chegam a estar há 12 dias sem energia.



No Uruguai, o calor também foi extremo. A máxima chegou a 40,4ºC na cidade de Paso de los Toros. Os termômetros indicaram também 39,5ºC em Mercedes, 39ºC em Florida, 38,9ºC em Young, 38,6ºC em Artigas e 38ºC em Salto. Na capital Montevidéu, a máxima foi de 35,8ºC em Melilla com 35,1ºC no Prado. No Aeroporto de Carrasco, fez 36,2ºC. O calor intenso, com a vegetação seca, trouxe incêndios em vegetação para diversos pontos, notadamente nas proximidades de rodovias.


No Rio Grande do Sul, o dia de Natal não repetiu o calor histórico do 25 de dezembro de 2012, mas o calor foi extremo em algumas áreas. As máximas ontem chegaram a 39,6ºC em Santa Rosa, 39,4ºC em Uruguaiana, 38,7ºC em Quaraí, 38,2ºC em Livramento, 38,1ºC em Santa Cruz do Sul, 37,7ºC em Alegrete, 37,5ºC em São Gabriel, 37,4ºC em Teutônia, 37,3ºC em Rosário do Sul, e a 37,1ºC em Campo Bom e Porto Alegre. Foram registrados vários focos de incêndio em vegetação na Capital. Nas praias, porém, o sol e o calor fizeram a alegria dos veranistas gaúchos (foto de André Ávila do Correio do Povo).


A MetSul Meteorologia adverte para uma quinta-feira de calor opressivo no Rio Grande do Sul. As máximas serão extremas à tarde, perto ou até acima dos 40ºC, numa grande parte do Estado. Devido ao calor extremo, hidrate-se várias vezes ao dia (dê preferência a água e sucos de fruta) e evite esforço físico desnecessário. Alerta-se ainda para o risco extremo de fogo em vegetação, tanto nas áreas urbanas como rurais. Evite ao máximo iniciar fogo no campo ou jogar bitucas de cigarros nas cidades ou estradas. Massa de ar seco e muito quente que cobre todo o Centro da América do Sul traz um dia ensolarado. Chance de chuva e/ou temporais muito isolados de verão existe da tarde para a noite nas Metades Oeste e Norte do Estado. 



Dia de Natal pelo segundo ano consecutivo foi de calor muito intenso na região do Vale do Sinos – Neia Dutra/Jornal NH/GES

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O pico da onda de calor ocorre hoje e amanhã, mas a temperatura segue muito alta até o fim do ano. A MetSul alerta que as máximas nesta quinta-feira e amanhã ficam ao redor dos 40ºC em áreas onde vivem mais da metade da população gaúcha (Porto Alegre, Região Metropolitana, Oeste, Noroeste, Vales e o Centro do Estado). Nos próximos dias o calor não dá trégua e soma-se à temperatura alta o aumento da umidade do ar. Por isso, as tardes terão máximas menos extremas, porém com enorme desconforto pelo intenso abafamento. E as noites, que até agora vinham sendo relativamente agradáveis, ficarão muito quentes com mínimas muito altas. Atenção: A maior umidade associada ao calor gerará pancadas de chuva localizadas nos próximos dias, mas preocupa (com a atmosfera muito quente) a perspectiva no final desta semana e na primeira metade da próxima de muitos temporais isolados da tarde para a noite no Rio Grande do Sul com alto potencial de danos e transtornos em consequência de vendavais, chuva localmente torrencial e queda de granizo. O quadro exigirá muita atenção.

Anúncios