Anúncios

O primeiro dia do outono no Rio Grande do Sul vai lembrar qualquer coisa menos um dia de outono. Será, na realidade, uma quarta-feira que vai recordar os dias mais quentes do verão com temperatura muitíssimo acima dos valores médios histórico da segunda metade de março. Mas o calorão está perto do fim, afinal ainda nesta semana haverá uma enorme mudança na temperatura.

O que acontece no momento? O Rio Grande do Sul está desde o final da semana passada sob a influência de uma massa de ar quente e úmido que traz tempo quente e bastante abafado. Como é normal numa massa de ar quente e úmida tropical, chove bastante em alguns pontos e pouco ou nada em outros.

Por isso, parte do Rio Grande do Sul desde o final da semana que passou soma chuva com volumes altíssimos, de até 300 mm, ou dois meses de chuva em dias, enquanto outras áreas do estado mal tiveram chuva ou apenas precipitação com volumes baixos.

Essa é a razão que mesmo chovendo no estado siga quente e a sensação seja de uma “sauna” na rua. Muitos comentários nos últimos dias foram no sentido de “chove e não refresca”. Claro que isso aconteceria, afinal o ar que está sobre o Rio Grande do Sul há dias é amazônico, o que explicamos desde o fim de semana, que favorece chuva e mantém o calor com abafamento.


O que vai acontecer nesta quarta? O ar quente persiste sobre o Rio Grande do Sul, mas com uma diferença. Vai aumentar e muito. Isso porque é comum antes de uma frente fria ocorrer o ingresso de ar mais quente, que será transportado para o território gaúcho por uma corrente de jato em baixos níveis, um corredor de vento que nasce na Bolívia e traz ar muito quente.

Com isso, a quarta-feira na maior parte do Rio Grande do Sul será por demais quente para os padrões desta época do ano. Grande parte do estado terá marcas entre 30ºC e 35ºC com máximas acima de 35ºC no Noroeste, área metropolitana e nos vales. Alguns pontos podem atingir valores de temperatura de até 37ºC a 38ºC com sensação térmica de 40ºC a 45ºC.

A madrugada da quinta-feira vai ser muito quente ainda em diversas regiões, com calor atípico para o meio da noite, mas uma frente fria avança pelo Oeste e o Sul com chuva e temporais, causando queda de temperatura. No decorrer do dia, a frente avança por todo o estado com alívio no calor e no abafamento.

E depois? Uma massa de ar mais seco e frio avança a partir da Argentina. O Serviço Meteorológico Nacional da Argentina igualmente está informando sobre uma radical mudança da temperatura que será sentida primeiro lá e depois aqui na segunda metade desta semana.

O ar mais frio cobre o Rio Grande do Sul na sexta-feira e vai trazer um dia muitíssimo agradável e com marcas comuns em abril. A sexta começa, inclusive, com frio em diversas localidades. Pontos da Campanha e da Serra do Sudeste podem ter 7ºC a 8ºC. A tarde será muito amena com máximas entre 20ºC e 25ºC em quase todo o estado.

As noites seguem frias a amenas no fim de semana sob ar muito seco e tempo aberto que favorecerão acentuado resfriamento noturno, mesmo com o ar frio começando a se afastar para o oceano. O extremo Sul de Porto Alegre e setores da área metropolitana podem ter mínimas de 12ºC a 14ºC.

Nos Aparados da Serra, as madrugadas de sexta, sábado e o domingo terão frio e a de sábado pode ser a mais fria com mínimas de até 5ºC na área de São José dos Ausentes. Mesmo geada fraca isolada em baixadas não se afasta. Marcas abaixo de 10ºC devem ocorrer em algumas cidades da Serra.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios