Anúncios

Belo Horizonte vai seguir com tempo firme e dias em que o sol predomina sob influência de uma grande massa de ar seco | PEDRO VILELA/MTUR/DIVULGAÇÃO

Minas Gerais, terra da Inconfidência Mineira e do herói nacional Tiradentes homenageado no feriado deste 21 de abril, vai ter nesta quinta-feira um feriado de tempo ensolarado com a influência de uma massa de ar seco que domina o Centro do Brasil no momento.

O tempo seco e aberto favorece mais uma vez um amanhecer frio em Minas. No Sul mineiro, nas áreas da serra, o feriado outra vez começa com temperatura baixa. Estações do Instituto Nacional de Meteorologia indicavam mínimas ao amanhecer desta quinta de 7,1ºC em Monte Verde, 8,6ºC em Maria da Fé e 10,0ºC em Caldas.


Na região metropolitana de Belo Horizonte, o amanhecer também era frio em alguns pontos com marcas de 12ºC a 13ºC. Mesmo no Norte de Minas, perto da divisa com a Bahia, o feriado começava frio em algumas localidades, como em Águas Vermelhas que registrava 13,6ºC.

Embora a temperatura baixa cedo da manhã, as marcas nos termômetros se elevam muito durante o dia com o ar seco e a tarde tem calor na maior parte de Minas Gerais com máximas ao redor ou pouco acima dos 30ºC na maior parte dos municípios mineiros. Em pontos do Triângulo Mineiro e do Norte do estado, as máximas podem atingir até 32ºC ou 33ºC.


Em Belo Horizonte, o tempo firme e com sol predomina nos próximos sete a dez dias, o que vai manter as noites bastante amenas e as tardes quentes. No interior de Minas, escassez de chuva e tempo seco na esmagadora maioria dos municípios nos próximos sete dias com instabilidade isolada apenas no Sul mineiro e em áreas mais a Leste perto do Espírito Santo e do Sul da Bahia.

O que foi a Inconfidência Mineira e seu herói Tiradentes

A Inconfidência Mineira foi um movimento rebelde, de natureza republicana e separatista, organizado pela aristocracia socioeconômica da capitania de Minas Gerais contra o poder colonial português e que demonstrou o descontentamento local pela política fiscal praticada por Portugal.

Joaquim José da Silva Xavier, popularmente conhecido como Tiradentes, um alferes, de origem humilde e descontente com o domínio colonial e por não ter sido promovido de posto, passou a integrar algumas reuniões secretas promovidas entre a elite mineradora.

Marcado o início do motim para fevereiro de 1789, foram denunciados por Joaquim Silvério dos Reis e a conspiração não chegou a se concretizar. Delatados, a coroa portuguesa prendeu todos os envolvidos, incluindo Tiradentes, que passaram por um julgamento de três anos. Somente o alferes teve sua sentença mantida, sendo enforcado no ano de 1792, no Rio de Janeiro.

Anúncios