Anúncios

O ciclone extratropical intenso a Sudeste do Rio Grande do Sul sobre o Atlântico Sul e um outro ciclone junto ao Nordeste dos Estados Unidos e o Canadá com uma enorme frente fria cruzando o território norte-americano são os grandes destaques na imagem de satélite hemisférica no final desta semana.


O nosso ciclone se formou a partir de um centro de baixa pressão que avançou a partir do Norte da Argentina na quarta-feira (3) e cruzou o Rio Grande do Sul, trazendo chuva e alguns temporais. No Paraguai, a baixa pressão favoreceu chuva extrema que deixou ao menos dez mortos. Em algumas cidades do Oeste gaúcho, como Itaqui, a precipitação superou os 110 mm na quarta.

No final da quarta, ao alcançar o oceano, o centro de baixa pressão começou a se aprofundar em uma ciclogênese que deu origem ao ciclone extratropical responsável por vento de quase 90 km/h no Sul gaúcho na quinta e depois a ressaca intensa do mar no litoral gaúcho com danos entre ontem e hoje.

No Hemisfério Norte, o destaque é uma grande frente fria que está cruzando os Estados Unidos e chega até o estado da Flórida, no Sul do país.

Uma área de baixa pressão dá origem a um ciclone (Quade) no Nordeste norte-americano e na costa do Canadá, que vai causar uma tempestade de neve no Nordeste dos Estados Unidos neste domingo.

Uma imensa massa de ar gelado do Ártico vai tomar conta de grande parte da América do Norte nesta semana. Neste sábado, a temperatura chegou a 50ºC abaixo de zero em locais do Canadá.


Fevereiro já começou muito frio e vai ficar ainda mais frio, devendo terminar com temperatura abaixo dos padrões históricos em muitas áreas dos Estados Unidos e do Canadá.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios