Anúncios

Cenas que os moradores de Cuiabá e outras cidades do Centro-Oeste e do Norte do Brasil estão acostumados a ver durante o período crítico das queimadas agora são vistas em grandes cidades norte-americanas. Também na origem, o fogo.

Estátua da Liberdade, símbolo de Nova York, mal podia ser vista de Jersey City em razão da grande quantidade de fumaça presente na atmosfera | Timothy Clary/AFP/MetSul Meteorologia

Fumaça de incêndios florestais cobre neste momento grande parte dos Estados Unidos e muda a paisagem e piora a qualidade do ar em diversas áreas do país.


A fumaça vem de grandes incêndios que ocorrem no Oeste norte-americano e no Canadá e é transportada por correntes de vento em altitude a grandes distâncias, espalhando-se pela América do Norte e até cruzando o Atlântico a ponto de chegar ao continente europeu.

O céu tem apresentado uma coloração cinzenta em muitas cidades norte-americanas. As cores do fim de tarde e do amanhecer tem sido realçadas pela presença do material particulado em suspensão na atmosfera e o sol aparece mais alaranjado e avermelhado ao nascer e no ocaso.

O governo do estado de Nova York emitiu um alerta de má qualidade do ar. Não é incomum que fumaça de incêndios na Costa Oeste atinja a Costa Leste dos Estados Unidos, mas em grande altitude.

Desta vez, ao contrário, a fumaça alcança o Leste norte-americano em camadas inferiores da atmosfera. O governo estadual de Nova York emite um aviso de má qualidade do ar sempre que a concentração de material particulado fino na atmosfera supera 35 microgramas por metro cúbico de ar.

Skyline de Manhattan mal pode ser visto pela fumaça que cobre a cidade de Nova York e veio de incêndios na Califórnia e Oregon | Timothy Clary/AFP/MetSul Meteorologia

Outras cidades do Nordeste dos Estados Unidos também entraram em alerta por má qualidade do ar quando os índices chegaram a 150 na escala que mede a qualidade. Foram os casos, por exemplo, das cidades de Boston (Massachusetts) e de Hartford (Connecticut). No Meio-Oeste, Detroit (Michigan) e Cleveland (Ohio) também apresentaram uma significativa piora da qualidade do ar.

O gráfico abaixo da Berkeley Earth mostra como a qualidade do ar se deteriorou muito nesta semana na cidade de Nova York.

A quantidade de material particulado fino (PM2.5) atingiu nível vermelho de alerta, o que não é muito comum para a cidade a despeito de sua grande presença de automóveis e superpopulação.

Diversos incêndios florestais atingem neste momento o Oeste dos Estados Unidos e o Canadá. A situação é mais grave nos estados norte-americanos da Califórnia e Oregon.

Mapa com a projeção do modelo HRRR mostra o enorme alcance da fumaça e sua concentração sobre os Estados Unidos | NOAA

O incêndio gigantesco de Bootleg Fire permanece sem contenção e emite uma grande quantidade de fumaça. Nos Canadá, as províncias mais atingidas são de Ontário, a mais populosa do país, e na vizinha Manitoba.


São oitenta incêndios ativos no Oeste dos Estados Unidos que enfrenta um ciclo de calor extremo e seca severa a excepcional que favorece incêndios.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O número de incêndio e a área queimada até agora neste ano na Califórnia está muito acima que na mesma data do ano passado que teve recorde de incêndios no estado do Oeste norte-americano. No Canadá são 86 incêndios considerados hoje fora de controle.

Anúncios