Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para uma potente onda de calor que castigará o Estado no decorrer da semana. O calor já é intenso no Oeste e no Noroeste, onde neste domingo as máximas chegaram a 38,8ºC em Santa Rosa, 36,6ºC em Três de Maio, e 36,4ºC em Uruguaiana e Quaraí. A temperatura estará muito alta em todas as regiões a partir da quarta-feira e a segunda metade da semana promete ser tórrida. A escalada começará nesta terça, véspera de Natal, e a cada dia a temperatura subirá. Na quinta, dispara de vez e o dia terá máximas ao redor dos 40ºC na Grande Porto Alegre e no Centro do Estado (vales), o que pode se repetir na sexta. No Noroeste, as máximas na segunda metade da semana podem atingir igualmente valores de 40ºC a 42ºC. No próximo fim de semana, o calor vai seguir intenso e algumas áreas poderiam ter máximas perto ou mesmo na casa dos 40ºC, apesar do aumento da nebulosidade. Será, com folga, o período mais quente de 2013, justamente nos últimos dias do ano, repetindo dias de extremo calor como registrados em dezembro de 2012, quando a área de Porto Alegre o interior anotaram número bastante alto e atípico de jornadas com máximas à tarde ao redor dos 40ºC.




O tempo seco predominará nesta semana no Rio Grande do Sul, mas podem ocorrer pancadas localizadas de chuva, especialmente de quinta-feira em diante. Com o intenso calor, é alto o risco que algumas destas pancadas venham acompanhadas de temporais isolados, inclusive de forte intensidade, seja com vendaval ou granizo. A manutenção da chuva irregular com o predomínio do tempo seco, e ainda o calor extremo com forte insolação, devem levar a um quadro de acelerada perda de umidade no solo. Com isso, não será surpresa que comecem a surgir os primeiros relatos de estresse em lavouras de milho e soja, ou até informações sobre perdas. O tempo seco e muito quente deve levar ainda o risco de incêndio em vegetação a níveis extremos. Adverte-se também que deve ser evitada a exposição prolongada ao sol, entre o meio da manhã e a metade da tarde, já que os índices de radiação UV estarão muito altos. (Com foto de Diego da Rosa/Grupo Sinos)  

Anúncios