Uma massa de ar mais frio vai ingressar neste começo de semana no Sul do Brasil e será responsável por trazer as primeiras marcas mais típicas de outono neste mês de março com noites muito amenas e até frias em algumas cidades enquanto as tardes vão anotar marcas agradáveis.

A MetSul Meteorologia enfatiza que incursões de ar frio nesta época do ano não trazem frio de inverno, afinal ainda se está no começo de março. O que provocam é um alívio do calor que ainda predomina e é bastante normal nesta altura do ano. Incursões de ar frio com temperatura muito baixa costumam ocorrer a partir de abril e principalmente maio.

Recém teve início o chamado outono meteorológico (trimestre de março a maio) e nas primeiras semanas predominam ainda condições climáticas mais próximas do verão. Ontem, por exemplo, a temperatura chegou a 37ºC no Rio Grande do Sul e ficou em torno de 40ºC em pontos do Mato Grosso do Sul.

A massa de ar mais frio vai ingressar no Rio Grande do Sul a partir desta segunda-feira na retaguarda de uma frente fria que vai provocar chuva em grande parte do estado gaúcho e que será localmente forte e com risco de temporais isolados.

No momento inicial, entre esta segunda-feira e a terça, a temperatura declina e ficará mais baixa com maior umidade em consequência do tempo instável, o que significa que a influência do ar frio será mais sentida nas máximas menores com tardes amenas ou agradáveis do que nas mínimas. A tarde de terça, por exemplo, deve ter temperatura baixa para março em diversas cidades serranas.

Já no meio da semana, com o ar frio e mais seco instalado sobre o Rio Grande do Sul, as madrugadas de tempo mais aberto com perfil mais seco da atmosfera terão mínimas muito mais baixas com marcas inferiores à climatologia histórica do mês de março.

Projeção do modelo do Centro Meteorológico Europeu de anomalia de temperatura (desvio da média) no nível de 850 hPa (1500 metros de altitude) para as tardes de hoje, segunda, terça e quarta-feira. Os mapas podem ser consultados clicando aqui em nossa seção de mapas. | METSUL

Esta massa de ar mais frio é impulsionada por um grande ciclone extratropical que neste domingo se aprofunda na altura das Ilhas Malvinas, muito ao Sul do Atlântico e que não se aproxima do Sul do Brasil. São estes ciclones mais intensos no Atlântico Sul que garantem o ingresso de ar mais frio nos meses do outono no Sul do país.

Frio à noite no meio da semana

Como destacado, as noites mais frias devem ocorrer no meio da semana à medida que a instabilidade se afasta e ar mais seco e frio cobre muitas áreas do Sul do Brasil. Centro de alta pressão de 1022 hPa vai estar a Leste do Rio Grande do Sul entre quinta e sexta, acompanhando o ar mais frio de trajetória marítima.

Na fronteira com o Uruguai e na Campanha, as madrugadas mais frias devem ser as de quarta e quinta com mínimas de 11ºC a 13ºC, mas que em alguns pontos podem cair pouco abaixo dos 10ºC. No Centro do estado, os termômetros devem indicar nos dois dias de 13ºC a 15ºC.

Projeção de mínimas do modelo canadense para a quarta-feira | METSUL

Na Serra, na região de Caxias do Sul e Gramado, a madrugada mais fria deve ser a da quarta-feira com marcas de 10ºC a 12ºC na maioria das localidades. Na quinta, embora um pouco frio ainda na madrugada, as mínimas já serão mais altas. Nos Campos de Cima da Serra, as menores mínimas vão ocorrer nas madrugadas de quarta e quinta com 7ºC a 10ºC, mas com possibilidade de cair a valores menores na área de São José dos Ausentes. O mesmo se antecipa para o Planalto Sul Catarinense.

Em Porto Alegre, as mínimas oficiais devem ficar ao redor de 15ºC na quarta e 16ºC a 17ºC na quinta, mas em pontos do Sul e do Leste da cidade, pela maior cobertura de vegetação, haverá pontos com até 12ºC ou 13ºC. Em setores da área metropolitana, da mesma forma, haverá locais com mínimas entre 11ºC e 13ºC no meio da semana.

Ar frio atinge outras áreas do Brasil?

Então, a tendência é que a influência desta massa de ar mais frio de trajetória oceânica se concentre mais no Rio Grande do Sul e em parte de Santa Catarina, especialmente mais a Leste do estado catarinense. Grande parte do Brasil vai seguir sob a influência do ar tropical quente.

Uma vez que a trajetória desta semana de ar é marítima, o Centro-Oeste vai continuar com ar quente e temperatura alta. No Sudeste, ao contrário, áreas mais próximas do mar terão a influência do ar frio sobre o oceano, mas nada relevante.

A cidade de São Paulo, por exemplo, terá chuva e máximas amenas no meio da semana. Na cidade do Rio de Janeiro, tempo mais instável e chuvoso entre quarta e sexta com temperatura menor, mas apenas menos quente e com menor abafamento.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.